Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

Inserir ou não o Au Pair no currículo?

O que as empresas precisam ultimamente é de gente inteligente e que aprende rápido. E esse tipo de habilidade nós, au pairs, temos de sobra!

Au Pair na Europa

Você tem mais que 26 anos? Não tem CNH? É casada ou tem filhos? Ou também não tem como comprovar sua experiência com crianças? Talvez fazer o programa de Au Pair na Europa seja uma boa alternativa pra você.

Agências para os Estados Unidos

Tudo sobre diversas agências que fazem o programa de Au Pair para os Estados Unidos.

20 abril 2021

A loucura que foi meu processo de Au Pair na pandemia - Parte I

Oi! Como vocês estão?

Hoje vou compartilhar com vocês parte I da loucura que foi passar pelo processo do Au pair no meio da pandemia! Quem vem comigo?!



Conheci o programa de Au Pair em 2012 mais ou menos e naquela época não tinha esse tanto de conteúdo que tem agora na internet.
Me identifiquei muito com a proposta do intercâmbio e fui tentando conseguir todos os pré-requisitos. Acontece que o tempo passou, outras coisas foram acontecendo e o Au pair sempre ficou em segundo plano, mas a ideia estava lá, guardada em uma caixinha.

Até que no final de 2019 surgiu o momento perfeito. Sabe aquele momento: se não agora, quando?
Eu já tinha tudo que eu precisava, em uma semana decidi que ia e fechei com a agência.
Acabei demorando um pouco para terminar de preencher o application, por pura preguiça (quem nunca?) e também porque não sabia que uma pandemia estava vindo, obviamente!

1º MATCH E VISTO 
Com 1 semana online tive meu match com uma família de New York, ia tirar meu visto em Março e viajar no início de Abril.
No início de março o assunto coronavírus - que não era pandemia ainda - começou a ficar mais forte, mas nada fechando por enquanto.
Tirei meu visto dia 15 se março, sexta. No final de semana o Consulado americano anunciou que estava fechando e já cancelou todos os agendamento da segunda. Sorte? Destino? Livramento? Deus? Boas energias? Seja lá o que for, agradeço todos os dias por ter tirado o visto no último dia haha

UNMATCH
A fronteiras ainda não estavam fechadas, mas meu voo foi sendo adiado porque minha hosta family estava bem preocupada com o coronavírus principalmente por conta da host mom estar grávida - sim, eu ia cuidar de new born - e eu super entendi nas 2 vezes que eles pediram para adiar porque realmente a situação era muito incerta no começo. Mas aí aconteceu o que ninguém esperava: a host mom perdeu o bebê 🙁 
Foi bem complicado e eu me senti muito incapaz de não poder ajudar de nenhuma forma e acabamos tendo um unmatch - quando desfaz o match antes da au pair chegar - por motivos óbvios.

FRONTEIRA FECHADA E AGORA?
Nesse ponto já era final de agosto e minha situação era: com visto, sem família, online novamente e com as fronteiras do Brasil fechadas para os Estados Unidos.
Já tinha me convencido de que iria conseguir viajar somente em 2021, mas também teria que ser antes de março, se não meu visto ia vencer e eu teria que pagar de novo e fazer a entrevista no consulado de novo! E fui conversando com as famílias tranquilamente, até que inventaram o visto de exceção - NIE - cedido para au pairs cujas famílias trabalhavam na linha de frente em combate ao COVID e surgiu a esperança novamente! 
Fechei com uma família que supostamente se encaixaria na exceção, mas eles desfizeram o match assim que pedi que eles me mandassem os documentos para enviar para o Consulado, pois ficaram com medo do governo americano - essa foi a desculpa deles pelo menos haha

VOLTA O CÃO ARREPENDIDO
E volto eu online de novo conversando com as famílias de novo... 3 famílias pediram match, mas não aceitei porque não estava com pressa - já que não poderia viajar mesmo -  e porque não tinham tudo que eu queria. Até que apareceu a família perfeita para mim, na idade que eu gosto de cuidar, eu não precisaria dirigir - vou falar sobre isso em outro post, eles moravam em uma cidade boa e o mais importante no momento: eles se encaixavam na exceção.
Eu já tinha o visto e o host dad é médio infectologista, então o Consulado só precisava me mandar uma carta autorizando minha entrada. Impossível dar errado, certo? ERRADO!!!
Tinha umas ações judiciais das agências rolando e umas semanas antes das eleições nos Estados Unidos, o Consulado pausou a emissão de vistos de exceção, começou a negar todo mundo e foi isso que aconteceu comigo. Eles disseram que não podiam autorizar, sem motivo.
Minhas host mom ficou bem brava, mandou email para o consulado e eles responderam com a mesma mensagem automática que tinham respondido pra mim. 

PLANO MÉXICO
Foi aí que eu pensei: eu já tenho o visto e o problema é o fato de que estou no Brasil, mas se eu passar 14 dias em outro país, posso entrar nos Estados Unidos! 
Então entrei em contato com as únicas 2 pessoas que tinham entrado nos Estados Unidos pelo México até então, coletei todas as informações e mandei para a proposta para a minha host family de eu ficar 2 semanas no México e viajar depois disso.
E adivinhem? Eles aceitaram!

Juro que tentei resumir, mas o restante dessa história vai ficar para a parte 2 😄
Espero que tenham gostado se saber um pouco mais sobre a minha jornada com o au pair e fiquem de olho que mês que vem tem mais!

See you!
Share:

18 abril 2021

COMO É VIVER NA IRLANDA DIVIDINDO CASA




Olá leitores... 

 

Depois de contar um pouquinho como foi minha chegada na Irlanda e como foi vivenciar pela primeira vez a experiencia de ser au pair, quero contar um pouquinho de como foi morar em um país totalmente diferente do brasil. 

Nesse post, quero mostrar um pouquinho de como foi minha realidade após minha chegada e como foi morar/dividir casa com 22 pessoas (sim, isso mesmo, dividir apartamento com 22 pessoas). 

Bom, depois de morar por quase duas semanas em uma acomodação estudantil, chegou o tão desesperado momento na busca pela nova casa. 

Na Irlanda, a maioria dos imigrantes dividem casa, isso porque o aluguel é super caro e muitos imigrantes não conseguem bancar um aluguel de uma casa inteira (mas isso acontece muito porque o país conta com um grande número de estudantes, assim como eu). Aqui as vagas são anunciadas em websites como myhome.ie e daft.ie, além de muitos grupos no facebook, denominados como classificados. Vc vê a vaga e marca uma entrevista, caso as pessoas que já moram na casa gostem de vcvc é escolhido para ocupar aquela vaga. Quanto entra na vaga, vc é obrigada a pagar um deposito (o famoso calção do brasil) e um mês de aluguel adiantado. Às vezes, muitas pessoas estão desesperadas para passar a vaga que acontece de quem chegar com o dinheiro, fica com a vaga. 

Algumas entrevistas para as vagas são bem rigorosas, como em uma entrevista para emprego, outras já são mais de boa. 

Geralmente, no aluguem já está incluso o gás e a taxa de lixo (sim, pagamos pelo lixo aqui, e muitas vezes quando não são separados corretamente, recicláveis de outros, vc paga uma multa), a energia funciona de duas maneiras, alguns lugares são energia elétrica e outros energia pré paga (como uma recarga de celular, vc coloca uma certa quantidade e só recarrega quando acaba), não pagamos água, isso mesmo, tem uma lei onde cidadãos não são obrigados a pagar água. 

Depois que vc já está na vaga, se caso precise se mudar para outro lugar, vc tem que colocar outra pessoa em seu lugar para não perder aquele deposito mencionado no começo do post, ou, caso vc tenha um acordo com alguma imobiliária, vc precisa avisar pelo menos 30 dias antes de estar saindo, então é feito uma vistoria na casa, caso haja algo errado, a imobiliária devolve parte do seu deposito e fica com a outra parte para cobrir algum dano causado no espaço. 

Aqui vc vai encontrar diferentes tipos de vagas, tanto permanentes como temporárias, basta ficar de olho nos anúncios e escolher a vaga de acordo com sua necessidade. 

O primeiro apartamento que morei, foi dividido com 22 pessoas. Na época, era super barato o aluguel, eu pagava 250 euros para dividir um quarto com outras 3 meninas. A energia era elétrica e a conta vinha a cada dois meses, naquela época eu pagava em torno de 25 euros a cada dois meses, a internet e taxa de lixo eram inclusos no aluguel. 

Uma dica é, quanto mais afastado do centro da cidade, mais barato será os alugueis. 

Dividir casa, as vezes pode ser bem legal e divertido, mas vai chegar um momento em que vc sentirá a necessidade de ter seu próprio canto e vai perceber que quanto menos pessoas na casa, melhor rsrsrs. 

Dividir casa, pode fazer vc amadurecer, pois vc irá conviver com personalidades diferentes, nem tudo será flores, mas posso te garantir que, se souber respeitar os limites dos outros e se adaptar, com certeza vc fará amigos para a vida toda. 

Na casa em que morei com 22 pessoas, tínhamos nossas desavenças, mas nada a ponto de brigar uns com os outros. Vc vai encontrar todos os tipos de pessoas, desde a mais limpa e organizada, quanto as mais porcas e relaxadas. Vc irá se dar conta de que a comida que vc comprou, irá sumir da geladeira, vc vai encontrar aquela pessoa mimada e preguiçosa, que fica esperando alguém fazer por ela e também irá encontrar irmãos que a vida colocará em seu caminho, e sim, vc sentirá que descobriu uma nova família. 

Hoje, moro em um apto de 2 andares, apenas eu, o boy e duas amigas, não vou dizer que é uma maravilha, mas com certeza foi nossa melhor escolha morar com menos gente. 

Bom, por hoje é isso, espero que tenha conseguido mostrar um pouquinho de como é dividir casa com pessoas totalmente desconhecidas. 

Espero que vcs tenham gostado e vejo vcs no próximo post. 

 

XOXO 

Fabi  

Share:

Follow by Email