O dia que eu perdi meus host kids ~ O Blog das 30 Au Pairs

Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

segunda-feira, agosto 21, 2017

O dia que eu perdi meus host kids

Olá pessoal, como vocês estão? Espero que estejam bem!

No post de hoje vou contar pra vocês como eu perdi meus host kids que na época tinham entre 0 e 3 anos.

Fonte: Google Imagens

Os episódios aconteceram separadamente, para a minha sorte e para a saúde do meu coração. Para contar para vocês, vou dividir em partes que não necessariamente aconteceram na ordem que eu vou apresentar.

O primeiro mini enfarto que eu tive foi quando, em um dia qualquer de playdate cazamiga, meu host kid que tinha em torno de um ano resolveu sumir no playground. Estávamos com três crianças naquele dia, dois meus e um da minha amiga e quando dei conta tinha perdido meu baby de vista. Tudo o que eu consegui fazer foi pegar os outros dois pela mão e pedir pra ela ir atrás dele. Foram poucos minutos de sumiço que pareceram horas. Ele se enfiou embaixo de um dos brinquedos e estava brincando com a areia, super agachadinho. Quando ela o encontrou eu só consegui agradecer a Deus e fiquei abraçando ele por um bom tempo até o susto passar. 

Detalhe que sempre quando eu saia para lugares públicos eu escolhia as roupas mais chamativas que eles tinham, já para facilitar o meu trabalho na localição das kids, mas naquele dia nem a camiseta laranja dele ajudou muito. O playground que nós estávamos ficava próximo a uma avenida movimentada e era enooooorme.

Já o outro sumiço se deu com o outro host kid, o mais velho. Minha mãe estava me visitando nessa época e estávamos belas e bonitas com o baby na cozinha e notamos um silêncio estranho na casa. O chamamos algumas vezes e decidimos procurar. Fizemos uma revista na casa I-N-T-E-I-R-A, inclusive nos lugares que ele adorava se esconder e nada. Fomos no quintal e nada. Aí decidimos sair pra rua. Acreditem, a porta fazia um barulhinho quando era aberta e ele conseguiu destrancar a porta e sair sem fazer NENHUM barulho.

Achamos o bonito no caminho pro playground que ficava a duas quadras de casa. Ele estava quase chegando lá quando o encontramos. Ele estava pleno e decidido a ir brincar no parquinho, sozinho. No caminho encontramos uma mulher com uma criança que, ao perguntarmos, disse que tinha visto uma criança andando sozinha. Normal, né? Não me conformo até hoje como ela foi incapaz de tentar ajudar.

No final tudo deu certo, mas aprendi as lições e fiquei bem mais ligada. Nunca duvide do poder de uma criança.

No meu próximo post vou contar sobre o sumiço do host dog. Aguenta coração!

Se tiverem alguma dúvida ou sugestão, escrevam nos comentários.

Beijos e até o próximo dia 21!

Bárbara Albuquerque
Share:

Um comentário:

  1. misericórdia kkkkkkkkkkkkkk você tem sorte né, adorei! Faz mai!

    ResponderExcluir

Follow by Email