Pessoa casada pode ser au pair? SIM!!! ~ O Blog das 30 Au Pairs

Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

terça-feira, fevereiro 27, 2018

Pessoa casada pode ser au pair? SIM!!!

Quando eu digo pra qualquer pessoa que estou indo fazer o intercâmbio de au pair, a primeira pergunta que me fazem é: Mas você não é casada? E sim. Sou casada no Brasil, com direito a mudança de nome e tudo... Mas sim, vou ser au pair


No dia do meu casamento ♥
Muita gente não sabe, mas o requisito de ser solteira e sem filhos é apenas exigência da agência, e não do consulado/embaixada (estou falando dos Estados Unidos). Em contato com uma agência que parecia ser privilegiada por conseguir mandar meninas casadas para o programa, eu descobri que isso é apenas um requisito das demais agências para diminuir os casos de rematch por conta de saudade do cônjuge. Fiquei cho-ca-da com isso e fui caçar as informações pra ver se aquilo realmente era verdade, e sim, é verdade! Em nenhum site oficial do governo americano está explicito que uma pessoa casada será impedida de fazer o au pair.

A partir daí, vou contar um pouquinho da minha saga de perrengues que tive que passar pra finalmente ser uma Au pair. Sou au pair na Bélgica e não tive nenhum problema com o consulado ou com a minha permissão de trabalho. Mas segue alguns problemas que talvez você sendo casada, terá:

  1. DOCUMENTOS
    Assim que comecei a procurar sobre meu intercâmbio, já vi que teria problema com documentação, pois muitos dos meus documentos ainda estavam no nome de solteira. Só tinha o RG no nome de casada. Então tive que trocar esses documentos: Passaporte, CPF, CNH e automaticamente os antecedentes criminais também foram alterados.
    Outra coisa que estava no nome de solteira e não tem como passar pro nome de casada é o diploma escolar, que eu pensei que seria um empecilho, mas graças a Deus, não foi (mas pode ser que você tenha problemas com isso).
  2. HOST FAMILY
    Como deixar claro pra host family que você vai "aguentar" passar 1 ano longe do seu marido? Se alguém souber, me avisa! Com 17 anos eu fui morar em outro estado sozinha pra fazer faculdade e fiquei 2 anos lá, então pra mim, lidar com saudade é uma coisa fácil, mas claro que você tem que ter a certeza de que isso será fácil pra você também. Na minha opinião é uma p*ta sacanagem abandonar a HF apenas por saudade de casa, afinal foi você que quis estar ali, então a HF não tem culpa. Enfim... é bom você passar pra sua HF segurança e confiança de que você está disposta a viver esses 365 dias fora.
  3. MARIDO
    Explicar para o marido o porquê você quer fazer esse intercâmbio. No meu caso, eu teria totalmente para o meu crescimento pessoal. Desde que me conheço por gente, sempre fui muito dependente emocionalmente de alguém, e isso ultimamente estava me atrapalhando demais. Então você vai ter que ser totalmente sincera com seu parceiro e torcer pra que ele te apoie.

Separei algumas perguntas que me fizeram sobre esse tema e vou responder rapidinho aqui.

1. O marido pode tirar o visto também? 
Pelas regras, não tem nenhum impedimento que o cônjuge não pode tirar o mesmo tipo de visto.

2. Como superar a distância?
Minha gente, tecnologia tá aí pra te ajudar. Usem ela a seu favor: skype, whatsapp, facetime, etc. E claro, com uma organização financeira, vocês podem se planejar para uma férias juntos. Ter como, tem!

3. Você sente medo disso abalar seu casamento?
Sabe aquele ditado de que só damos valor quando perdemos? Pois é. A distância sempre vai causar um medo, uma insegurança, isso é fato. Mas essa distância pode ser muito boa também... vocês vão aprender a valorizar os pequenos momentos juntos.

4. Ser casada influencia no visto ser aprovado ou não? 
Teoricamente, não. Mas na minha opinião, influencia um pouco sim (isso para os EUA, porque pra Bélgica eles não quiseram nem saber). Mas todo mundo que visto é muito questão de sorte...

5. Como você está lidando com o preconceito das pessoas?
Simplesmente não lido. Eu ignoro completamente. As pessoas têm que aprender que a única consciência limpa que conta, é a sua própria.

6. Pessoa com filho também pode ser Au pair?
Sim. Basta procurar a agência que aceita, pois pelas regras do governo, isso também não é um impedimento. Não vou dar sermão em ninguém, mas quero dizer que isso tem que ser pensado e analisado muito bem, porque além da sua vida, tem a vida de uma criança em jogo (seu filho), mas como cada um sabe o que é melhor pra si, caso essa seja sua decisão, vá em frente!

7. Você acha que isso influencia para escolha da família? Para o bem ou para o mal?
Eu, Isabella, com certeza pegaria uma Au pair casada. Quando você casa, você cria uma responsabilidade sem tamanho, que muitas vezes você não criaria morando com seus pais. Então sim, acho que influencia para o bem.

Bom gente, então é isso. Esse foi um resumão sobre esse tema, mas caso você tenha alguma outra pergunta, fique a vontade para me chamar ou comentar aqui.

Para ler a segunda parte deste post, onde conto sobre o processo e agência para EUA e Europa, clique aqui.

Um beijo!
Instagram: @isinhalopes

Share:

10 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Olá Isabella, achei super interessante seu texto.
    No caso, meu marido teria a disponibilidade de ir comigo também para os EUA.
    Por experiência, você indicaria que tipo de serviço para ele?
    Outra coisa, há tempo livre para nos vermos? Posso dormir fora?

    ResponderExcluir
  4. Oi, por favor gostaria muito de saber qual a agencia que aceitou você sendo casada. Tenho 23 anos e sou casada ha quase 3 anos, meu marido super me apóia, preciso melhorar meu inglês por motivos profissionais. Gosto de crianças, mas mesmo assim nenhuma agencia da minha cidade aceita ser casada.

    ResponderExcluir
  5. Isabella vc sabe alguma agência no Brasil que aceita? Obrigada

    ResponderExcluir
  6. Olá, vc poderia indicar alguma agência que aceitaria. No caso estou separada e provavelmente vou divorciar. Mas as agências que procurei não aceitaram mesmo assim.

    ResponderExcluir
  7. Olá. Amei seu post. Você tirou um peso das costas do meu marido. Ele está triste pois eu já estava desistindo de ir, e ele achava que a culpa era dele, por termos casado. Agora tudo vai fluir para esse intercâmbio

    ResponderExcluir
  8. Fiquei feliz lendo esse post, mas não achei nenhuma agencia que aceitasse au pair casada... Fiquei triste de novo rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii!! Eu fiz a segunda parte desse post e lá eu falo sobre as agências! Fique a vontade pra ler :)
      (o link tem aqui nesse post)

      Excluir
  9. Oi. Sou casada, porem não encontrei nenhuma agência que aceitasse. Estou triste, seu post me animou queria sabe quais agências tenho chance de ser aceita!

    ResponderExcluir

Follow by Email