Brasileira, au pair nos Estados Unidos, morando numa família de coreanos ~ O Blog das 30 Au Pairs

Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

sábado, março 24, 2018

Brasileira, au pair nos Estados Unidos, morando numa família de coreanos



Feijoada, Panqueca Americana e Japchae
A partir desse título, poderia dissertar sobre vários assuntos. Mas eu escolhi falar de comida! Porque a gente gosta mesmo é de comer.

Afinal, eu não deixei o arroz com feijão no almoço pra comer apenas pizza de pepperoni. Eu deixei a dupla mais famosa do Brasil pra comer kimchi (acelga, repolho, rabanete ou nabo em uma conserva apimentada) e Japchae (macarrão de batata-doce que é feito com vegetais fritos e aromatizado com óleo de gergelim e molho de soja).

Eu nunca fui fresca com relação a comida. Mas, sim, tem sempre algumas coisas que a gente não come, não gosta e tals. Normal, né?! Acontece que eu decidi ir para os Estados Unidos com a mente e boca aberta aos sabores.

Pizza com salada? Comi. Hambúrguer com pedaço de picles como acompanhamento? Comi também. Ovos mexidos com bacon, nem se fala. Panqueca com maple syrup? Quase todo fim de semana.

Mas eu  também dei espaço ao jjajjangmyon (macarrão chinês, com molho feito com carne picada e feijão preto), ao Bibimbap (arroz servido com uma variedade de legumes, proteínas e ovo, misturados à uma pasta de pimenta vermelha.

Voltei apaixonada pelo bulgogi (carne cortada, marinada em um molho meio doce à base de soja e grelhada com pimenta, cebola e brotos de feijão) e pelo mandu (tipo um pastelzinho recheado de carne de porco, que pode ser cozido ou frito).

Mas o legal desse mix de cultura é que ~todo mundo come~ eles passaram a gostar de cuscuz e de cachorro-quente com purê de batata e vinagrete. De pavê e de bolo de cenoura com cobertura de chocolate. De couve-flor gratinada e de berinjela assada com carne moída. De pastel e de feijoada.

Eu? Além de aprender inglês, aprendi a comer utilizando o palitinho (algo que eu faço com muita maestria atualmente) e a comer bagel com cream cheese. Mas, mais do que tudo isso, eu aprendi que a gente pode se abrir, mudar de opinião a respeito de várias coisas. Inclusive preferências culinárias.

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Follow by Email