Host kids: uma história de amor e ódio! ~ O Blog das 30 Au Pairs

Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

sexta-feira, setembro 07, 2018

Host kids: uma história de amor e ódio!


Oi!

Meu nome é Victoria Romeiro, podem me chamar de Vic/Vi, tenho 20 aninhos, venho de Campinas, uma cidade no interior de São Paulo, e faz 6 meses que comecei essa loucura (maravilhosa) que chamamos de au pair. 

Sou au pair na França, em Aix en Provence e logo logo estou mudando pra viver meu sonho clichê que é morar em Paris e me sentir dentro de um filme da Disney  (risos e não julguem). Me juntei a esse super blog recentemente e quero compartilhar com vocês o máximo de informação/ajuda/novidades etc que puder e espero que gostem!

Há 6 meses cheguei na França com vários sonhos, idéias, objetivos e muito deles foram alcançados, alguns substituídos e outros deixados de lado... mas por quê? 

Porquê a gente não tem noção do que nos espera aqui. Você que ainda não veio, pode ter certeza que vai se surpreender e viver muito mais do que está fantasiando. 

Cheguei na minha host family. São 3 kids e do dia pra noite virei mãe de 3 meninos. Não foi fácil. Levou tempo pra me adaptar, para entender como tudo funcionava aqui, pra entender os pais, os mimos (e como tem mimos), para saber como conquistá-los pra que eu parasse de sofrer e eles também. Mas antes disso, fui mandada embora quando entrava no quarto pra chamar pra ir pra escola, chamada de chata, comparada com a última au pair e muitas outras coisas que podem imaginar... e o que eu fiz? 

Como uma boa canceriana, (cheia de atuação e drama) sorria pra eles, esperava o momento ali passar e ia pro meu quarto chorar as pitangas pra minha mãe. QUE DECISÃO MAIS ESTÚPIDA

O tempo foi passando, eu fui pegando o jeito com eles, o relacionamento foi melhorando, mas ainda não sentia que tava 100%. Um dia postei no grupo das "Brazilian au pairs in France" e perguntei qual era a fórmula mágica pra fazer as kids nos amarem (já que a linda aqui tava surtando porque eu sempre tive mel com crianças, menos com as minhas) e me falaram que a partir do 3° mês as kids melhoram de comportamento porque pegam confiança em você e etc. 

SURTEI. 3 meses é 50% do meu intercâmbio, não quero viver numa guerra metade do tempo que estou nessa familia. Quero ser diferente. Quero ser a melhor "nounou" que já tiveram. E foi assim, do dia pra noite que vesti uma capa de super mãe das minhas kids. Como assim?

Assim, sabe quando a gente era criança e brigava com a nossa mãe e fazia um drama todo e era malcriado e todo o resto? E depois de 5 minutos vinha com a carinha de cão sem dono e pedia perdão e lógico que nossa mãe nos perdoava? 

Eu virei essa pessoa. Não a criança birrenta que retrucava quando minhas kids eram mimadas, eu virei a mãe que educa com amor e mostra o porquê não se deve fazer isso e como isso fazia mal a quem estava a volta deles. Eu parei de dar murro em ponta de faca e tentei mostrar pra eles o quanto eles eram importantes  pra mim e  como me fazia mal aquele maltrato. Precisei de paciência? Muita. De jogo de cintura? Não tem idéia. Mas foi a melhor escolha que eu podia ter feito... 

Não tô falando pra você dar sua cara a tapa, de jeito nenhum e sei que nossa obrigação não é educar e sim cuidar, e veja bem, há uma grande diferença nisso. Mas, como eu me vi numa situação onde iria ser insustentável caso algo não fosse feito, resolvi o caminho mais difícil que me levou ao meu objetivo de forma mais fácil. 

Hoje meus kids são meus babies. Real oficial. Eu os amo de todo meu coração e sei que eles também. Me provam com pequenas atitudes e alegram e meu dia de uma forma inexplicável. E sempre SEMPRE S E M P R E tentam me agradar. 

Meu tempo com eles está acabando! E não só eu, mas sinto que eles estão tentando também aproveitar cada segundo que temos juntos antes que eu vá embora. Não me largam (o que tem hora que é meio sufocante, não vou mentir), mas é reconfortante pro coração saber que esses pinguinhos de gente realmente se importam conosco. 

Sabe a ideia de ser a melhor au pair que tiveram? 

Concluída com sucesso. Ou pelo menos eles dizem isso pra me iludir, mas tudo bem porque eu amo ouvir: "Vic, je t'aime, t'es super gentille et ma nounou préféré" ♡ 

Mas depois de tudo isso, o que eu quero falar pra vocês é que: esse é seu intercâmbio, seu sonho e você lutou pra chegar até aqui, então não desista por causa de terceiros e keep strong quando tudo parecer desmoronar porque coisas boas virão pra você. Acredite. 

A bientôt,

Bisous! 

Vic 

Insta: @viromeiro 



Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Follow by Email