Ser parte da família é furada? ~ O Blog das 30 Au Pairs

Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

sexta-feira, outubro 19, 2018

Ser parte da família é furada?

Oi gente, tudo bem? Espero que sim! <3

Vamos conversar sobre ser parte da família ou não?




É a dúvida de muitas meninas que começam o processo de au pair, e a grande maioria sempre deseja fazer parte da família. E claro, tem a outra galera que prefere um tratamento mais ''profissonal''. 

Não é fácil deixar a nossa zona de conforto isso todos (as) nós já sabemos, porém, quando começamos a procura pelas host families nós esperamos encontrar A FAMÍLIA PERFEITA, aquela família que vemos nos comerciais de TV. 

''Ah Gabi, você diz isso mas eu sei que não existe uma família perfeita''. Eu sei, gente... mas sabe as nossas expectativas? Então, elas acabam por si só criando uma imagem perfeita de uma família que desejamos ter pelos próximos 12 meses. 

É furada ser parte da família? 

Aí depende de você, e claro da host family. Acho válido um pensamento ''minha família no BR é perfeita?''. Foi essa pergunta que eu fiz pra mim mesma quando eu não estava sendo flexível ou reclamando muito. Risos. 

Ser parte da família não significa que você precisa fazer tudo com a sua host family (até mesmo porque no BR você não faz tudo com a sua família) pra mim significa não ver o au pair apenas como um trabalho,  e sim uma oportunidade de criar memórias, crescimento, descobertas e realizações. 

Acho válido vocês conversarem com as famílias sobre o que vocês esperam da relação de vocês, algo mais profissional ou alguém para fazer parte da família, tanto nos momentos bons e ruins. E sempre conversar com a host family de vocês quando algo não está legal... pois conviver com pessoas diferentes de você significa que nem sempre vocês irão concordar com a mesma coisa, mas o respeito sempre irá prevalecer. 

Hoje eu tenho um relacionamento ''parte da família'' com a minha host family. Quando não concordamos com alguma coisa, sempre conversamos à respeito. Compartilho com eles quando estou triste, e já chorei na frente deles em alguns momentos. 

Independente do relacionamento que vocês escolham ter com a host family de vocês, eu desejo que vocês sejam felizes com essa escolha, e se algo não estiver legal... não guarde pra você. Converse com sua família, sua host family ou pessoas próximas. No final, tudo vai ficar bem. 

Até o próximo post!

Gabi 

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Follow by Email