Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

20 dezembro 2018

Você já pensou em ser au pair na França?

Coucou, ça vá? 

Esse mês vou mudar um pouco a natureza do post, porque tem algumas pessoas vindo me procurar com dúvidas sobre o Au Pair na França, ou na Europa em geral, que pensava que só existia as opções EUA ou Holanda, então queria falar mais sobre as diferenças entre os programas a partir da minha experiência na França.

r

E aí, vamos trocar uma ideia? 

Se você que não tem habilitação,  tem inglês muito básico e  passou a vida cuidando do priminho, mas tem um total de 0 (zero) experiência formal com crianças e muita pressa em viver a experiência do au pair, já considerou alternativas à vida de LCCs e dos video applications? Pois bem, eu te apresento o programa de Au Pair na França.

Diferente do que muitos pensam, o programa na França não é essa bagunça e insegurança toda pela falta do suporte das agências*. O governo regulamenta tudo e a burocracia é tão grande tanto para as famílias, quanto para as futuras au pairs que você tem aporte real, mesmo sem agência. 

Ao fim, acaba que o fator que deixa muitas futuras au pairs com o pé atrás em relação à Europa é (talvez) o que lhes dá mais autonomia sobre seu próprio intercâmbio. 

Nos Estados Unidos, o governo tem mil requisitos e exigências e a agência pode criar seus próprios em cima dos  já existentes, enquanto que pra França, se você quiser começar a procurar família agora, basta fazer o cadastro no AuPairWorld, o principal site de buscas de família para Europa, sem pagar um tostão e sem prazo para ter o match, só bastando ficar atenta aos requisitos do governo. 

Então, se você é mulher ou homem entre 18 e 30 anos, ensino médio completo, solteira/o e sem filhos, que não tenha francês como língua oficial no país onde nasceu (não é o caso do Brasil) e aprovado/cursando/formado em alguma faculdade**, sinta-se encorajada/o para ser au pair na terra do croissaint.

Outro diferencial é que as condições do programa na França também são diversas as dos Estados Unidos, por causa de como é encarado o programa aqui, você será realmente estudante, é isto que estará escrito no seu visa, que é o mesmo que os universitários estrangeiros têm.

Trabalhando "apenas" 30h por semana, mas ganhando menos: 300€-340€ em média, embora as famílias de Paris costumem pagar um pouco mais que isso. O mais legal é que a regra diz que temos 10h semanais de aulas de francês, que devem ser comprovadas caso você vá renovar para um segundo ano (duração máxima do programa). 

E não para por aí! Na França, há certa facilidade em ficar no país após o programa como estudante, já que o visto é o mesmo do au pair e a França oferece ótimas condições para estudantes, mesmo os estrangeiros.

Portanto, se você ficou interessado e deseja saber mais sobre o Au Pair na França (processo de visto, rematch, renovação e impressões para além da burocracia francesa), acompanha as postagens que vai ter mais!

Bisous
À tout à l'heure, mes amies!


(*) Há agências que fazem o processo para a França, mas a maioria esmagadora vem por conta própria.
(**) Basta uma declaração que passou no vestibular, pode ser qualquer faculdade, é mais pra comprovar a condição como estudante.
(***) Após o rematch, há um tempo de 2 semanas de "aviso prévio", mas se você tiver um teto, pode procurar família até achar, sem cancelamento de visto.
Share:
30 au pairs

0 comentários:

Postar um comentário

Follow by Email