Como é ser gorda no país da moda? ~ O Blog das 30 Au Pairs

Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

domingo, janeiro 20, 2019

Como é ser gorda no país da moda?

Bonjour, mes amis. 

O tema de hoje é o mais pessoal que postei desde que comecei a escrever pro blog. Apesar de não ser diretamente relacionado à vida au pairiana, o assunto pode interessar a muitas de vocês, que como eu não sabia o que esperar dos franceses quanto à minha aparência. 



Para quem está se perguntando a relevância dessa discussão, vou tentar explicar brevemente a questão:

A França é conhecida pela magreza, o número de obesos é bem baixo, mesmo que tenha aumentado nos últimos anos. Além de ser o país da moda, alta costura e tudo mais que é sinônimo de beleza magra. Antes de vir, então, comecei a me perguntar se eu sofreria mais com preconceito por parte dos franceses tendo em vista o histórico do país e no Brasil quem é gordo já sofre, mesmo nossa amada pátria figurando entre os campeões de obesidade. 

O que de fato aconteceu é que eu sinto muito menos o peso do preconceito na França do que sentia no Brasil. E eu descobri quão problemático nosso país é quanto à estética. A dificuldade pra encontrar roupas (bonitas) do tamanho que me serve, os comentários de pessoas - conhecidas ou não - no dia-a-dia, às respostas dos homens ao meu corpo... enfim, todos os problemas que no Brasil minavam minha autoestima praticamente são invisíveis aqui. Repito: praticamente.

Ainda há muito a ser melhorado, mas a diferença comparando ao Brasil é sensível. Não é por menos que o Brasil é medalha de prata no número de cirurgias plásticas, perdendo só para os Estados Unidos, onde a obesidade é ainda maior. Mas o que faz com que as pessoas no Brasil se sintam menos felizes com a própria aparência que resulte em dados como este? 

Não estamos aqui pra achar  uma resposta, mas podemos refletir sobre algo: quem é gorda no Brasil não esquece disso nenhum minuto, ninguém deixa. As colegas estão sempre engajadas em dietas malucas e dizendo que estão ENORMES, quando 70% de você, os médicos o tempo todo (mesmo se for dentista ou oftalmologista) vão dizer "emagreça" com sua família fazendo coro, as lojas só vendem até 44, mais que isso você só encontra roupa pra se se cobrir por completo, porque claro que quem é gordo tem que esconder essa vergonha. Tudo isso faz de ser gordo no Brasil um processo diário de perda da autoconfiança.

Ser gorda na França tem sido uma ótima experiência e jamais me senti tão bem com meu corpo como se sinto aqui, mesmo cercada de magras. 

Espero ter iluminado alguém que tenha a mesma paranóia que eu tinha antes de vir. 

Bisous, les filles/les garçons!

Até a próxima e se quiser mandar dúvida ou sugerir tema pros próximos posts, meu insta será livre pra recebê-los: @marina.sanri

Marina Sanri


Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Follow by Email