A montanha russa de sentimentos de um intercambista ~ O Blog das 30 Au Pairs

Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

sábado, março 16, 2019

A montanha russa de sentimentos de um intercambista


Oi pessoal, tudo bem?

Meu embarque é em alguns dias e eu escrevo esse texto com muitas coisas em minha cabeça... mais alguém já passou por muitas sensações pré embarque? Não parece uma montanha russa? 

Cada um sente as coisas de uma forma, mas eu estou passando por um momento onde tenho momentos nostálgicos, choro, fico feliz, tenho medo, quero contar pra todo mundo e ao mesmo tempo não quero contar, quero me proteger do julgamento alheio (afinal sempre vai ter quem julgue por estarmos indo para outro país para cuidar de crianças, principalmente para aquelxs que estão ou já terminaram a graduação), no momento seguinte já quero comer toda comida que vejo pela frente, pois nenhuma é como a dos nossos pais e até mesmo do nosso país, em outros momentos não sinto fome, pois estou muito nervosa e tem momentos que eu me sinto expectadora da minha vida, parece que nada disso está acontecendo comigo, tento viver dias normais, e todos esses sentimentos acontecem no mesmo dia hahahha.

Se eu disser que nunca pensei em desistir nesses últimos 30 dias pré embarque, vou estar mentindo, afinal esse pensamento vem do medo do desconhecido. Mas é esse mesmo desconhecido que me aguça a curiosidade e a vontade de viver o novo que me dá forças pra deixar a insegurança de lado e ter a certeza que é exatamente isso que eu quero para o meu próximo ano. Viver uma cultura diferente, aprender uma língua diferente, conhecer pessoas diferentes, me adaptar a tudo isso e sobreviver a toda essa mudança de sentimentos.

E se formos fazer uma analogia, o intercâmbio em si também é uma montanha russa, afinal quando estamos pensando em entrar nela, olhamos e estudamos se realmente queremos, existem aqueles que se preparam psicologicamente por dias, alguns por semanas, outros por anos, e também tem aqueles que se jogam sem nem pensar. Assim que entramos na fila repensamos muitas vezes se é isso que queremos, ficamos com medo, alguns desistem, outros tem certeza. E esse momento pré embarque e o próprio dia do embarque, e treinamento (pra quem tem no seu programa) é quando estamos subindo a montanha russa, quando dá aquele frio na cabeça e surgem muitos pensamos "por que eu inventei de fazer isso?", "nossa, como estou animado para isso", "que frio gostoso na barriga" e por aí vai... E então chega o momento que chegamos na família, é como a descida, aquela parte que a gente grita e vê que está acontecendo mesmo, alguns gritam de medo, outros de emoção, e então logo sem seguida vem aqueles choques culturais, o que pode ser comparado ao looping, que nos deixa de ponta cabeça, mas sabemos que em seguida o looping acaba e a gente vai se adaptando. E como cada experiência é única, quando essa montanha russa acaba (ou o intercâmbio) é quando alguns dizem "nunca mais", já outros voltam pra fila no mesmo momento e outros precisam de um tempo antes de tentar de novo. Mas o mais importante é tentar curtir cada momento dessa montanha russa do intercâmbio.

Meu embarque é amanhã, dia 17, e no próximo post eu conto pra vocês como está o meu primeiro looping :) 


Até breve!




Share:

Um comentário:

  1. Que legal! Imagino só a ansiedade,curiosidade e tudo mais.Se está oportunidade Véio para vc, bora aproveitar cada momento e ensinamentos e ser feliz.abç

    ResponderExcluir

Follow by Email