Inverno nos EUA: primeiro e segundo ano ~ O Blog das 30 Au Pairs

Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

segunda-feira, junho 24, 2019

Inverno nos EUA: primeiro e segundo ano

Quintal da minha casa nos EUA. Glastonbury/CT - Janeiro de 2016

Registro da primeira vez que eu vi neve

Eu vi neve pela primeira vez na vida em janeiro de 2016. Eu estava em casa e quando acordei. Num sábado, meu host (que sabia que nunca havia visto), disse: eu acho que você deveria colocar seu casaco e ir lá fora.

Minha host girl - que também era minha fotógrafa particular às vezes - saiu comigo e registrou a minha alegria/emoção/surpresa ao ver e tocar nesse fenômeno da natureza.

MAS o inverno americano não é feito só de neve. Aliás, os dias assim nem são os mais frios. E eu vim aqui contar pra vocês como foi para esse corpo - criado no país tropical - enfrentar temperaturas negativas.

Saía de blusa, meia calça grossa, bota, touca e luva. Eu juro, passava creme e usava manteiga de cacau todos os dias. E, mesmo assim, sofri consequências. Nas mãos mais do que nos lábios. Quando o clima começou a ficar muito gelado, minhas mãos começaram a rachar. E a sangrar. Como se eu as tivesse cortado. Elas ficaram vermelhas e eu dormia com pomada NAS DUAS MÃOS todos os dias. 

Talvez a mistura frio + contato com o aquecedor do carro na hora de dirigir não tenha sido uma boa combinação. Sei que minhas mãos doíam. E como doíam.

Não teve jeito. Só foi melhorando com o tempo mesmo. Como meu organismo não estava acostumado com temperaturas tão baixas, meu corpo acabou respondendo.

O segundo inverno que eu passei nos Estados Unidos já foi diferente. Não sofri nada. Pelo contrário: era como se meu organismo soubesse que eu pertencia àquele lugar. O que era verdade!

Sobre dias frios e com neve, eu tenho várias que, com certeza vão render outros posts.


Hoje é isso, gente. Passem creme e coloquem casado e luva! :) Bjs
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Follow by Email