Segundo Ano de Au Pair e Família Nova! ~ O Blog das 30 Au Pairs

Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

sábado, junho 08, 2019

Segundo Ano de Au Pair e Família Nova!

Olaaá tudo bem? 


Estou aqui em Chicago - IL sentadinha no sofá do basement escrevendo esse post pra você que está pensando na sua extensão com uma nova família e está com medinho ou com dúvidas. Não se desespere, eu estive nesse ponto também e então decidi escrever sobre a minha experiência da extensão.


Sobre escolher estender ou não, com a mesma família ou não já está num dos meus posts aqui no blog e como pensar e o que considerar pra essa decisão também. Eu escolhi estender com outra família principalmente pela oportunidade de morar em outra parte do país e ter a oportunidade de ver, experimentar uma outra cultura e uma outra realidade. Antes mesmo de ficar online eu já estava em todos os grupões de match e rematch no facebook e vi um oferecimento de família aparentemente perfeito pro que eu estava procurando pro meu segundo ano: bebê, final de semana off, carro, mais privacidade no meu quarto e banheiro, TV, e cidade capital. Então eu fiz todas as perguntas possíveis, e sim! Eles tem pontos negativos, mas os positivos superam os negativos e todas as coisas que me incomodaram muito na convivência com a minha host Family do primeiro ano, apesar de amar eles e ter tido uma ótima experiência eu quis me certificar que não seria o mesmo na host Family do segundo ano. Uma coisa é o trabalho, outra coisa é viver na mesma casa e conviver com a família. 


Minha host Family do segundo ano tem um baby de 20 months que vai pra daycare full time e eu não cuido dele e duas babies que nasceram no comecinho de Maio que são minhas princesinhas e eu passo o dia todo com elas. Ao contrário do que muita gente me falou, não é um trabalho pesado e não é assim tão difícil, os pais treinaram as babies pra comer e dormir e fazer tudo ao mesmo tempo e elas dormem em torno de três horas entre uma mamada e outra, ou seja, das minhas 9 horas de trabalho diário eu passo 6h só assistindo TV ou fazendo qualquer outra coisa como escrever pro blog porque as babies estão dormindo. Yaaaaaaaaaaaaasssss



Algo que eu priorizei muuuuito no meu primeiro ano e no segundo ano também é escolher uma família que tenha como princípio tratar bem a pessoa que cuida dos filhos deles e considerar como parte importante da família, também é meu objetivo ter um bom relacionamento com a host Family e conviver bem com as pessoas que eu vivo, mas também deixei bem claro pra eles que eu gostaria de ter meu private time, sair com amigos ou trazer amigos pra cá e ter uma vida, ou seja, tudo em equilíbrio funciona bem.

Sobre a cidade: não tive tempo de ver muito sobre Chicago mas em algumas neighboorhoods que passamos me senti nos filmes dos estados unidos, a arquitetura é fascinante em detalhes e em realmente se parecer com “Estados Unidos” que se vê nos filmes, a cidade tem uma infinidade de restaurantes, bares e lugares pra visitar e nunca perde a graça porque tem sempre algo novo e diferente de se fazer. Viver na City com certeza é uma experiência bem diferente de turistar apenas.

Um conselho sobre a escolha da família da extensão? Primeiro analise os princípios da família, depois os pontos negativos, aí sim os positivos. Converse com amigos que já passaram pela extensão, converse com quem você confia, pare pra pensar e aí tome uma decisão.


E se precisar, é só chamar!

Beijos manos e manas, até a próxima!


Bárbara Costa
Insta: @barbaramtcosta
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Follow by Email