Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

28 julho 2020

Da praia para a Big Apple



Hello boys and Girls!!

É com enorme satisfação que me juntei a essas meninas fantásticas para contar um pouquinho sobre mim e minha grande experiência como Au Pair.
Me chamo Amanda, tenho 36 anos (é minha gente, estou velha mesmo), cristã e atualmente voltei para minha cidade... voltei a morar na praia...uhuuuu!!! 
Sou formada em Turismo e a partir do meu curso meu sonho de morar fora,explorar o mundo e de quebra aprimorar meu inglês aflorou. 
Você agora deve estar fazendo as contas e imaginando "Como essa menina foi Au Pair tão tarde?" ...Muita calma nessa hora minha gente, meu programa foi a mais de 10 anos, mais precisamente ele iniciou em Junho/2008 ...sou da elite guerreira Old School


Embarque em GRU - Junho 2008

Antes eu só imaginava como seria, sonhava com os filmes e ouvia história dos conhecidos, mas nunca imaginei que isso seria possível para mim.
Assim como todas as meninas eu vim de uma família de classe média, mãe divorciada que lutava com todas as forças que ela tinha para sustentar a mim, meu irmão e minha avó. E ela, minha mãe, foi uma das grandes incentivadoras desse sonho, inclusive foi ela quem me apresentou o programa de Au Pair.
Eu estava no meu segundo ano na faculdade quando finalmente pude ter uma luz no fim do túnel!! 
Uma colega de trabalho da minha mãe contou para ela da experiência incrível que havia tido como Au Pair e todas as possibilidades que o programa deu à ela. Gente, ela é mais old school ainda...ela é da turma de 2002, se não me engano, você já imaginou como era ser Au Pair nessa época??
Enfim, ela contou para minha mãe sobre o programa no trabalho. Chega a minha mãe em casa aos berros: "filhaaaaa, descobri como você pode ir morar nos Estados Unidos!!!! Você precisa ir conversar com a Paty que ela vai te explicar tudo direitinho. Agora vai!!!"

Estatua da Liberdade 

Eu não aguentava de ansiedade de ir no dia seguinte conversar com a tal da Paty e saber timtim por timtim sobre o programa que realizaria meu sonho.
Após muita conversa minhas pesquisas se iniciaram, mas os planos começaram a ficar distantes quando me deparei com todos os pré requisitos que ainda precisava cumprir.
Decidi traçar um plano e ao todo foram 5 anos planejando. Eu já tinha idade, experiência com criança (muitaaaaaa), mas não tinha CNH, passaporte, inglês intermediário e muito menos dinheiro para pagar por tudo, pois todo meu salário ia para faculdade....aaa decidi terminar a facul antes de ir também.
De vagar e sempre fui cumprindo cada requisito e enquanto isso as pesquisas rolavam solto. Mas naquela época nossos únicos recursos eram os sites das agências (que só tinha informação comercial), Manual do Au Pair Preguiçoso (um arquivo gigantesco onde alguém muito paciente reuniu todas as informações de tudo que se tinha acesso sobre o programa), alguns blogs de meninas que já estavam no programa, comunidades no Orkut (que era onde todas nós nos conhecíamos, tipo o Grupão de hoje) e só. 
O programa era vendido para você ir e ser a irmã mais velha, e hoje em dia todas sabem que isso é mentira, somos as mães dessas crianças.
Resumindo toda ópera, após 3 anos me inscrevi na agência e iniciei meu processo. Conseguem imaginar que precisávamos escrever quase tudo a mão, scannear e anexar em nosso application??  Sim....e hj a mulherada reclama de anexar as referências....rsrsrs
Quase 1 ano depois me senti preparada para anexar tudo, fazer os testes e pagar. Não, não passei na primeira entrevista em inglês (não tinha o Itep). Como boa guerreira juntei meus cacos e depois de 1 mês fui tentar novamente e deu todo certo!!!! Mas calma, ainda recebi uma bela ligação da APIA para testar meu inglês, foi um carnaval só para conseguir falar com eles que até minha avó entrou no meio e tentou se comunicar com a mulher..judiera..kkkkkkkk
Após 7 meses on line e muito problema com a agência eu consegui minha tão sonhada família. Que sufoco. A comunicação era por telefone mesmo, uma ligação péssima, um caos...mas acho que essa parte vou guardar para um outro post, pois esse está muitooo longo.
Enfim, 5 anos foi o período que me separou do inicio do meu sonho (ou pelo menos a certeza que eu poderia realiza-lo) até o dia que pisei naquele avião e parti rumo ao desconhecido.
Ahh, já estava me esquecendo....a família?? Foram 3 "anjos" (uma menina de 2, e dois meninos um com 5 e outro 7 quando cheguei) que foram meus filhos por 2 anos e abriram as portas e o coração para eu entrar.

Central Park

São tantas histórias que mal posso esperar para o próximo dia 28 para contar pra vocês.
Espero que estejam tão ansiosas/os quanto eu...
Até lá....te encontro dia 28/08, combinado???

bjokas, 



Share:
Amanda
Ex Au Pair em Greenwich-CT (EUA)

5 comentários:

  1. Oi Amanda! Velha nada mulher, eu aqui com quase 33 e não me canso desse mundo de Au Pair! Vc tb tinha blog? haha O meu blog está para fazer 10 anos! Eu vim em 2012, no meu processo já existia iTEP e Skype para falar com as HF, mas muitas ainda só ligavam mesmo e realmente, era péssimo por telefone né! Eu tb tinha o inglês mais fraco para ser Au Pair qdo vim, mas vim. Bom, ao contrário da sua, minha mãe não me apoiou, não queria, só bem no final, aceitou. E eu continuo morando por aqui e serei "ex-Au Pair" para o resto da vida! Ansiosa para as suas histórias! Vc morou super perto de onde morei, bem chique aliás, né:) Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Giselle!!!! Pois é, depois que os 30 chegam a vida complica...kkkk... Sério q ainda está aí?? Q delicia... Eu super ia ficar, mas a vida me mandou voltar.. QQ dia explico melhor.. mas não tinha blog não, sempre fiquei de fazer mas nunca fiz... procrastinação q fala, né??? Era horrível ligação internacional e ainda mais com aquele inglês baoooo...eu morava no subúrbio de NY, já era Connecticut,mas mesmo assim eles consideravam subúrbio, 40 min de trem da city... Me passa seu blog p eu te acompanhar tbm!! Bjokas

      Excluir
    2. Sim, eu tinha várias amigas em Greenwich, eu morava em Westchester, tb 40 min de trem de NYC:) E é eu fiquei aqui! Durante o au pair eu namorei e no fim dos 2 anos ele me pediu em casamento. Eu voltei para o BR, tirei o visto de estudante e voltei para os EUA, fiz facul e trabalhei como nanny para juntar $ para o nosso casamento q aconteceu 2 anos depois do noivado. Logo, me formei, consegui o green card, o primeiro emprego registrada... daí fiz 30 e engravidei! Hoje já sou cidadã, nosso filhinho já vai fazer 2 anos, estamos comprando nossa casa (no sul de NJ) e estou no processo para ser LCC! O blog é blogdagisella.blogspot.com

      Excluir
  2. Amiga do céu..... Q tudo!!! Vamos conversar mais..por favor!!! Me add no insta p papearmos

    ResponderExcluir
  3. Ameeeeei o seu post!!! Ansiosa pra um outro.

    ResponderExcluir

Follow by Email