Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

26 julho 2020

Na Suíça não se fala Suíço!

Oii, para você que quer saber mais sobre a Suíça ou que caiu de paraquedas neste Blog, tudo bom? Meu nome é Lorena e eu vou compartilhar minhas experiências e esclarecer dúvidas sobre ser Au Pair no país do chocolate, do dinheiro, dos relógios, dos queijos... (insira aqui mais algum clichê que você conheça, rs.)

O programa de Au Pair na Suíça é pouco conhecido devido às burocracias e às leis de cada Cantão (Estado). Mas antes de desatarmos esses nós, é importante conhecer como o país funciona para não ser pego de surpresa e viajar sabendo exatamente onde você está se metendo.
A Suíça é um país muito pequeno (menor que o Estado do Espírito Santo), se localiza no meio da Europa e proporciona várias possibilidades para quem quer viajar. Diferente dos EUA, que é o local mais procurado para esse tipo de intercâmbio e onde se fala inglês em todo o território, a Confederação Helvética possui quatro regiões linguísticas: a Suíça alemã, a francesa, a italiana e a romanche. Enquanto que as línguas não oficiais mais faladas são o inglês, o português e o espanhol. O multilinguismo é um aspeto importante da identidade da Suíça. Ou seja, se tem alguém querendo ser Au Pair, é de extrema importância decidir com antecedêndica qual idioma estudar, porque a partir daí você pode começar a procurar famílias de uma forma mais objetiva, e se policiar muuuuuito para não cair na tentação de falar apenas inglês/português e permanecer na zona de conforto.
Normalmente, quem vem pra cá já tem um nível OK de inglês e vem aprender uma terceira língua, mas isso não quer dizer que o teu primeiro intercâmbio não possa ser feito para aprender alemão logo de cara.


Aí vai alguns pontos que podem ser decisivos para escolher um idioma:

O alemão é o idioma principal para mais de 60% da população. Na verdade, trata-se de uma mistura de dialetos alemânicos, englobados no termo "suíço alemão" ou "Schweizerdeutsch". Ou seja, na escola aprende-se o alemão "puro" da Alemanha e depois, no dia a dia, aprende-se o dialeto do Cantão que você mora. Atenção: Dialeto não é Sotaque.

O francês é o idioma principal na Suíça Romandia e o segundo mais falado no país, mas tem algumas coisas diferentes do francês da França.

O italiano é o idioma principal no Ticino e numa parte do cantão dos Grisões (único cantão trilíngue).

O romanche é uma língua retorromânica com raízes no latim, falada no cantão dos Grisões (lê-se: a maioria dos falantes são idosos que moram nas montanhas e possuem uma família tradicional 100% Suíça, coisa rara por aqui, já que ela se tornou um país de imigrantes).

Há quatro cantões (Berna, Friburgo, Valais e Grisões) e duas cidades (Bienna e Friburgo) que são oficialmente multilingues. Ou seja, você tem a oportunidade de adquirir um nível avançado em um idioma, e se quiser, aprender ao menos o básico do segundo.

Mais de 40% da população acima dos 15 anos de idade fala, regularmente, mais do que uma língua. (Seria meu sonho?!)

Os estrangeiros que vivem na Suíça contribuem, também, para a diversidade linguística, já que o multilinguismo não é apenas uma identidade vivida. Está também consagrado na lei sobre a língua (Sprachgesetz).

Ah! E só para lembrar: a região que fala alemão faz fronteira com Alemanha, Áustria e Liechtenstein; a que fala francês faz fronteira com a França e a que fala italiano faz fronteira com a Itália. Parece meio óbvio, mas não custa nada falar :)



E aí, já decidiu?

Um beijo
A Kiss
Un Bisou
Ein Kuss
Un Bacio


Share:
Lorena Egyed
Au Pair na Suiça

2 comentários:

  1. Aiiiiii Lolo (posso te chamar assim?)
    Adorei seu post , muita informação que eu não sabia. Espero que nos próximos posts vc possa falar como é aplicação do visto aí na Suíça. Tô super curiosa rsrsrs.

    Bjão e se joga 💚

    ResponderExcluir
  2. Amei o conteúdo, muito informativo! Eu acho demais essa mistura toda de idiomas..

    ResponderExcluir

Follow by Email