Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

26 agosto 2020

Au Pair na Suíça - O Visto

    Oii pessoas que acompanham o blog, tudo bem? Estou de volta para explicar um pouco mais sobre o processo de Au Pair na Suíça. No post anterior, eu contei sobre as divisões linguistícas e de como é importante escolher o idioma antes de começar a procurar as famílias. Não adianta querer aprender alemão e ir morar em Genebra, né amores?
    Esse pequeno país é dividido em Cantões e cada um possui algumas leis específicas que se diferenciam de um lugar para outro, e o visto para Au Pair é uma delas.
    É muito comum encontrar Suíços sendo au pairs no próprio país, já que eles podem fazer esse intercâmbio durante a semana e na sexta-feira voltam pra casa, ficam perto da família, dos amigos e não sofrem como a maioria das brasileiras que vão pra muito muito muito longe viver esse sonho.
    Desde a adesão da Suíça aos Tratados de Schengen e de Dublin, as representações diplomáticas da Suíça no exterior estão autorizadas a emitir diferentes tipos de visto dependendo da estadia pretendida na Suíça: se é casamento, trabalho, estudo, intercâmbio, filho menor de idade que vai se mudar etc.
   Caso você tenha algum passaporte europeu, o visto não é necessário, por isso, a maioria das meninas que vêm de outro país europeu costumam encontrar as famílias no AuPairWorld.com. O Processo é bem simples: conversou, gostou, viajou. É realmente bem fácil, porém, caso um problema aconteça, saiba que terá que resolver sozinha. Muitas desistem no segundo mês porque; primeiro, elas são muito jovens; e segundo, porque não possuem o suporte de ninguém para reclamar. Elas vieram com a cara e a coragem, correndo os riscos que todas nós já ouvimos muito antes de vir.
    Para as Brasileiras é um pouquinho mais complicado, pois apenas os Cantões de Bern, Basel e Zug (todos alemães) fornecem o visto que tem duração de apenas 1 ano. Nesse caso, é necessário entrar em contato com uma agência para auxiliar com a papelada, mas vocês já podem ir dando uma olhadinha aqui  (https://www.eda.admin.ch/countries/brazil/pt/home/vistos/entry-ch/more-90-days/documents-national.html). Por toda essa burocracia e as possibilidades serem reduzidas a somente 3 lugares, é difícil esbarrar com Au Pairs brasileiras. 

    Por experiência própria, as que eu conheci sempre indicavam a amiga BR no fim do contrato, assim, a família não se preocupava em procurar uma substituta e a coleguinha já tinha uma família no Cantão que oferece o visto. Imagina só querer viajar para um país e fazer intercâmbio, mas só pode três estados? Bem complicado :(


    Mas Lorena, eu preciso pagar algo para essa agência? NÃO... Todas as despesas são pagas pela família. Essa é uma das maiores e mais importantes diferenças entre as agências estadunidenses. 


    Eu moro na parte francesa e a minha agência é em Zurich. No começo foi bem difícil encontrar uma família na Suisse Romande, já que todas que gostavam do meu perfil era da parte alemã. Sempre recusava na esperança de que iria aparecer o match "perfeito"... Depois de dizer não para tantas sem mesmo ter feito skype, eu decidi dar uma chance e aceitar o meu destino: se só tem tu, vai tu mesmo. Mas nos 45 do segundo tempo, a minha host, que mora em Lausanne me achou e isso já é história para um outro post.

    Caso tenham alguma dúvida ou se querem que eu explique com mais detalhes cada caso, deixa nos comentários que todo dia 26 eu estou por aqui.

Um beijo 

Share:
Lorena Egyed
Au Pair na Suiça

0 comentários:

Postar um comentário

Follow by Email