Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

12 agosto 2020

Me formei! Será que o programa Au Pair ainda é uma opção para mim?


Helloo! Estou muito feliz em fazer parte deste time incrível de Au Pairs compartilhando nossas histórias com vocês. Ler sobre foi muito importante para mim durante meu processo e espero poder contribuir no processo de vocês também!

Meu nome é Keroline, tenho 23 anos, sou de Minas Gerais e estou aqui nos Estados Unidos há 5 meses. Bom, eu soube do programa Au Pair quando estava com 17 anos, terminando o ensino médio e pesquisando sobre programas de intercâmbio. Logo que li e pesquisei sobre este, me apaixonei e queria tentar ir logo. Conversando com meus pais, chegamos a conclusão que pela minha idade e circunstâncias da época, era melhor eu ingressar em um faculdade primeiro e depois pensar em um intercâmbio. E foi isso que eu fiz. Em 2015 comecei a faculdade de Direito e por um tempo deixei de lado a ideia de um intercâmbio tão longo. Para mim não fazia sentido eu fazer um intercâmbio trabalhando com crianças, e sim algo voltado ao meu curso, com menor duração. Tenho que confessar que a ideia de formar em direito e depois fazer um intercâmbio com algo totalmente diferente não fazia sentido nenhum e não me acrescentaria em muita coisa. Não poderia estar mais errada!

Comecei a mudar meu pensamento em 2018, ano em que meu pai, sem falar nada, repito NADA, de inglês aceitou uma proposta de emprego temporário por aqui durante 1 ano. Eu fiquei muito feliz e animada por ele e a cada vídeo, foto e histórias que me contava sobre este país me deixava mais e mais encantada e com uma vontade imensa de viver tudo aquilo também. Voltei a pesquisar sobre formas de intercâmbio. No começo pesquisei intercâmbios voltados à minha graduação e depois pesquisei mais e mais sobre o Au Pair. Entrei no Grupão do Facebook e passava horas lendo os posts, horas assistindo vídeos no YouTube e aquela vontade de anos atrás de ser uma Au Pair ressurgiu mais forte e agora com determinação de uma meta a ser atingida.

Resolvi fazer o intercâmbio assim que terminasse minha faculdade e foi o que aconteceu. Me formei em fevereiro de 2020 e em março já estava embarcando nessa nova aventura!

Como um dia foi minha dúvida, essa pode ser de alguém também: Por que fazer um intercâmbio trabalhando como “babá” se estou formando/me formei em outra área?

Primeiro, custo benefício: o programa de Au Pair é um dos intercâmbios mais em conta, e como você tem um trabalho, em pouco tempo já consegue reembolsar o valor investido. 
Segundo, bolsa de estudos: como muitos já sabem, a família paga uma bolsa de 500 dólares para estudos, e não precisa ser em inglês! Você pode escolher o curso que quiser, incluindo da sua área profissional. Não é um valor alto, mas já ajuda a começar um curso bom.
Terceiro, inglês: não é novidade nenhuma que atualmente o inglês para algumas profissões passou de diferencial a requisito. E qual a melhor forma de se tornar fluente em inglês senão vivendo imerso por 1 ano com nativos na língua? Sem dúvidas, você vai voltar com um inglês afiado e ainda sabendo gírias e formas de expressão comuns dos nativos.
Quarto, sair da zona de conforto: aqui você terá que viver com seus chefes, lidará com crianças, o que te exigirá paciência e responsabilidade, aprenderá sobre uma nova cultura, experimentará comidas diferentes e passará por muitos e muitos perrengues, haha. E enfrentará isso tudo “sozinhx”, sem a família e amigos do seu país ali para te acudir a qualquer momento. Isso te tornará mais forte, resiliente e confiante. Então você descobrirá que consegue tudo que quiser e com certeza se sentirá mais preparadx para qualquer desafio quando voltar para casa, se sentindo mais capaz e acreditando mais em si mesmx!
Quinto, conhecer lugares e costumes novos: fazer viagens por aqui é o melhor passatempo. Há vários lugares para se conhecer nesse país imenso e as viagens podem se tornar divertidas, como road trips de dias pela estrada, acampamentos, cruzeiros, as opções são inúmeras. Além de comemorar costumes diferentes, como halloween, thanksgiving, 4 of July...
Sexto, criar novos laços afetivos: o amor e carinho que você criará com as crianças é inexplicável! E ele vem sem avisar, de forma rápida e sem esforço nenhum. Fora as incríveis amizades que você vai fazer por aqui, com brasileiros, americanos e pessoas de várias nacionalidades. Amizades que te entenderão, que te darão um ombro amigo para quando a homesick bater e que vão encarar as mais loucas aventuras com você... Posso dizer que é uma, senão a parte mais compensadora de um intercâmbio!

Bom, tentei fazer um apanhado dos pontos positivos em fazer o intercâmbio de Au Pair, pontos que me fizeram vir! Espero que tenham gostado e entendido um pouco mais do que esse intercâmbio tem a oferecer. Mês que vem tô de volta contando um pouco de como foi meu processo pré-embarque. Um grande abraço e espero vocês no próximo post (;
Share:
Keroline Ferreira
Au Pair em Maryland (EUA)

2 comentários:

  1. http://www.yonggitsd.com/ Yonggitsd sudah terpercaya menjadi blog dalam pencarian informasi-informasi penting mengenai permainan judi online seperti idn poker dan domino qq online.

    ResponderExcluir
  2. Oi Keroline! Compartilho do mesmo sentimento. Eu tambem me formei antes de vir e fiquei pensando se valia a pena... afinal eu tinha uma vida muito estavel antes. Dentre os pontos que vc citou, creio que pra mim o quarto eh o mais desafiador, porem o que mais nos faz crescer aqui nesse pais. E ah, to morando pertinho de vc!!! Quem sabe nos cruzamos por ai. Amei o post!!!

    ResponderExcluir

Follow by Email