Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

19 agosto 2020

O tal do acidente: dei PT no carro da Host Family

 

Quem vê essa carinha, nem imagina o estrago que fez no carro da host family (risos de desespero).

 Tudo aconteceu exatamente há um ano atrás. Eu estava indo para a casa de uma amiga, quando, infelizmente, a pessoa na minha frente não deu seta que viraria a esquerda. Todo mundo sabe que, aqui, ao virar à esquerda quando é uma faixa só, tem que esperar quem está vindo do outro sentido. Enfim, não teve seta e acabei batendo na traseira do carro dela. 

Uma vietnamita que não falava uma única palavra em inglês, mas que, graças a Deus, a batida foi na esquina da casa dela, ou seja, em dois minutos o marido dela estava lá. Ela acabou indo com a ambulância porque teve uma dor nas costas. O meu carro (da host family) acabou, não saia do lugar, vazou tudo possível, e eu fiquei lá esperando por uma hora.

A polícia chegou antes de a ambulância levar a outra senhora, preencheram todos os papéis e, além de um acidente e um PT, recebi uma multa de que estava muito perto do carro da frente. E passado o acidente, chegou a hora de falar com a host family. Sim, tentei falar com eles assim que aconteceu, mas já era 8 da noite (eles dormem cedo aqui) e estavam viajando para o funeral da avó. Siiiiiim, para o funeral. Acho que já era coisa ruim o suficiente, não? Mas veio mais notícia ruim.

Enfim, por fim consegui falar com a host mom 1 hora depois do acontecido. Já com a amiga, indo embora para a casa. Ela, desesperada, me ligou e perguntou se eu estava bem, eu disse que sim, mas aí veio o momento de falar com o seguro do carro. Ela fez tudo de lá, porque claro, estava tudo no nome dela. Foi uma grande dor de cabeça. O caminhão do guincho levou o carro, mas para não pagar pela diária, o carro precisava ser retirado de lá até 5 da tarde do dia seguinte. O seguro se encarregou por isso.
Não falamos sobre as consequências pelo telefone, só me disseram para me cuidar. E naquela semana, foi a semana toda sem carro, sem ter o que fazer.

UMA CURIOSIDADE! Aaah, um pequeno fato: nesse dia, o meu atual boy me mandou mensagem 5 minutos depois do acidente, estava dentro do carro esperando 911, respondi, contei o que aconteceu, e em 15 minutos, lá estava ele, para saber se eu realmente estava bem. Não estávamos juntos na época ainda, não tínhamos nada, éramos amigos há alguns meses. Ele queria, mas eu estava bem tranquila na questão de relacionamento (ou achava que estava). Mas foi naquela semana que percebi que, por mais que eu não quisesse, eu sentia alguma coisa por ele 😬.

Agora, voltando ao acidente. A semana passou, eles tiveram no funeral da avó e com a família. Quando voltaram, conversamos sobre o acidente e acertamos que eu pagaria 250$, metade do valor da franquia do seguro e metade do valor que a agência nos diz para pagar. Agradeci, e tudo voltou ao normal. Já sabíamos que era PT, então não tinha o que fazer.
Passado um mês, aleatoriamente, eles começaram a falar que ficavam preocupados de eu dirigir quando estava off, mas eu dirigia as crianças para todos os cantos. Ok, não reclamei, afinal o acidente foi meu, precisava lidar com as consequências.
Em novembro, eles finalmente pegaram um carro novo, uma mini-van e aí tudo voltou ao normal. Eu tinha carro quando eu quisesse e precisasse, nunca ficava sem carro, assim como antes. Não foi motivo de rematch e desconfiança. No tive medo de dirigir de novo, afinal, acidentes acontecem.






Umas fotinhas do carro, sem assustar, por favor!




E sim, essa foi a história do meu acidente, que me mostrou a dar valor a cada momento, a agradecer todos os dias, e a perceber que eu gostava de um ser que já gostava de mim há mais tempo.

Você, Au Pair, espero que nunca passe por isso. Mas se passar, tente lidar com a situação da forma mais calma possível. Não é fácil, tudo depende também da host family, mas acredito que é sempre - ou quase sempre - possível resolver calmamente.

Beijos, e estarei de volta para contar mais um aventura!


Share:
Beatriz Vieira
Ex Au Pair em Falls Church, Virgínia (EUA)

3 comentários:

  1. Menina do céu! Que susto você deve ter levado...
    Eu também tive acidente com carro de host family e digo que é a pior sensação do mundo, maaas como diz a minha mãe - Só não se envolve em acidente de transito quem não dirige!
    O importante é que você está bem e vida que segue!

    ResponderExcluir
  2. Beatriz Vieira20 agosto, 2020

    Pois é, menina! Foi um susto imenso! Não quero passar por isso de novo, mas não reclamo porque com a força do airbag e não senti absolutamente NADA!

    ResponderExcluir
  3. Graças a Deus o acidente não te fez nada e sua familia foi super ok com isso.. o susto deve ter sido grande, com ctz. Mas fico feliz que tudo se ajeitou e principalmente que você teve maturidade para lidar com isso. IMPORTANTÍSSIMO!

    ResponderExcluir

Follow by Email