Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

23 agosto 2020

Ser Au Pair é: Ver algo errado acontecendo e ignorar totalmente!

 

Oi meus amores!

Lembram que eu fiquei de contar a história de como fui parar na Áustria (um país que eu nem sabia da existência) em menos de duas semanas?

Voltei pra contar essa história - êeeeeeeee!

Pra quem não sabe, os documentos solicitados pra ser Au Pair na Áustria são:

  1. Certidão de nascimento emitida até dez anos, apostilada e traduzida;
  2. Certidão de antecedentes criminais (aquela que você tira no site da Polícia Federal), também apostilada e traduzida;
  3. Certificado de 50h de aula de Alemão¹, também traduzido e apostilado.

Senta que lá vem história...

Logo após não ter passado na prova do Goethe e minha família perfeita (será?) ter obviamente desfeito o match comigo, eu caí num desespero/tristeza profunda e não consegui levantar da cama por uns 3 dias.

Todos os meus planos, a quantidade de dinheiro que gastei, todos os meus amigos que já sabiam que eu iria me mudar... tudo foi por água abaixo, e isso foi pressão demais pra mim!

Conversei com algumas amigas e duas delas haviam sido Au Pair na Áustria, um país que eu nunca tinha ouvido falar. Mas beleza, vamos tentar.

Após uma semana de busca interminável e vivendo pelo computador, eu encontrei a amiga da amiga da amiga da amiga (...) que estava oferecendo a família dela. 

No dia seguinte, fiz o skype com a família (só telefone)² e as esperanças se acenderam outra vez, junto com uma luzinha vermelha que eu ignorei totalmente.

Passados três dias, fechamos o match e dei entrada nos documentos. Segundo a Gast Mutter, eu deveria estar lá em 10 dias e isso não era questionável (a luz vermelha acendeu novamente).

Ela comprou minha passagem e eu só tive tempo de avisar a minha família e pessoas próximas que estava indo³.

Sem Alemão. Sem dinheiro. Sozinha. Com um inglês baseado em "Hi, how are you?". Só tendo saído do Rio de Janeiro pra ir à São Paulo. E fui.

Vôo Rio de Janeiro > Londres > Munique.

Obviamente, quando cheguei em Londres, tendo duas horas pra fazer a escala, pleno pré-feriado de páscoa, a fila da imigração e o inglês falado com ovo na boca dos britânicos não permitiram que eu pegasse o próximo vôo. Perdi.

Sozinha em Londres. Sem inglês. Sem internet. Sem Wi-Fi.

Obviamente, eu não saí do aeroporto.

Precisei pedir de pessoa em pessoa para que roteasse a internet pra mim para que eu pudesse dar sinal de vida pra minha família e pra Bia (que já tinha passado do estágio do surto, achando que eu tinha sido traficada) e me comunicar com a dita-cuja, para resolver o que fazer. 

Ela me respondeu com: "Não tem nada o que fazer, aproveita e bebe uma cerveja. É o que tem pra hoje." (lembram da luz vermelha? acendeu mais uma vez).

Após seis horas de fuga, sem libras pra comprar uma água, entre uma internet roteada e login no facebook dos outros pra falar com a Bia, consigo entrar em contato com a Gast Mutter, me dizendo que o próximo vôo seria às 6h da manhã do dia seguinte (detalhe, eu tinha chegado às 16h do dia anterior).

Eu passei cerca de 14h no aeroporto com fome e sede, pois não tinha nenhum lugar onde eu pudesse trocar o dinheiro pra me alimentar, tirando +14h que eu já tinha passado no vôo (que a GM tinha comprado a tarifa mais básica, sem direito a ÁGUA).

No "dia seguinte", consegui pegar o vôo normalmente e, embora a paisagem chegando em Salzburg me avisasse que ali seria, na minha vida e história, um dos lugares mais marcantes do mundo, eu tinha prometido a mim mesma, no aeroporto, que não seria naquela família que eu ficaria por muito tempo e que eu faria de tudo pra pagar, nessa europa, o sufoco que só esse dia já tinha me feito passar.

E foi aí que eu passei meu primeiro perrengue de Au Pair, antes mesmo de ser uma.

¹Se você está pensando em ser Au Pair na Áustria, SEMPRE verifique com a Gast Famillie como funciona o certificado de alemão na sua cidade. 

  • Em Salzburg, por exemplo, só aceitam os certificados do Goethe e ÖSD. 
  • Em Vienna e Innsbruck, aceitam qualquer certificado de curso, retirado da internet mesmo.

²Depois desse skype, eu fiz mais um por telefone e UM por chamada de vídeo que mal deu pra ver a cor do cabelo da Gast.

³Pra quem não sabe, na Áustria você entra com visto de turista e só lá você se registra na prefeitura e dá entrada no seu visto de Au Pair, por isso eu não precisei esperar por aprovação de visto.

E é por isso, galera, que eu me nomeio a Au Pair chata dos grupos.

Eu fiz muita besteira, eu sei. Se a minha família ler isso, eu não quero nem imaginar os sermões, pois até então eles não faziam IDÉIA de tudo que aconteceu (e eu não contei nem metade aqui, pois haja caracteres).

Mas o que eu imploro à vocês, que estão pra vir, é: CUIDADO!

Não repitam meus erros, façam 300 skypes com a família e não deixem que ninguém te pressione a nada. Faça as coisas NO SEU TEMPO.

Porque ainda que eu tenha passado muito sufoco, eu dei muita sorte. A gente nunca sabe o que nos espera aqui do outro lado.

Por hoje é só, e caso tenham alguma dúvida, deixem aqui nos comentários ou me chamem no Instagram. Meu inbox tá sempre aberto <3

Bis bald ;*

Share:
Ane Gonçalves
Au Pair na Alemanha

Um comentário:

  1. MENINA, tô é CHOCADA contigo! hahahaha que doidera que tu fez.. Graças a Deus deu tudo certo, amem!

    ResponderExcluir

Follow by Email