Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

27 setembro 2020

Quando eu decidi dar um até logo...

Olá, people. Me chamo Aline, nascida e criada em São Sebastião – SP. Agora moro no subúrbio de Chicago no estado de llinois. Este ano completei 6 anos por aqui, onde eu jurava de PÉ junto que seria apenas 1 ano.

Como eu vim parar aqui? Pois bem, lembro que ainda nova (talvez uns 15 anos de idade) ouvi falar a respeito de ser BABÁ nos Estados Unidos (mais conhecido como Au Pair) e fiquei curiosa pra saber mais... E o tempo passou,  fiz cursos, me formei em Tecnologia em Gestão Ambiental, e neste tempo também fiz aulas de inglês.

Falando das Aulas de English, NÃO era 100% dedicada e sim 90% envergonhada rs. (NÃO aconselho! Ser “sem vergonha” nessas horas ajuda muito rs). Ficava  envergonha de falar errado, mas se NÃO falar fica difícil aprender, né?! E pensava que jamais usaria uma Conversation na minha vida (Hoje sou casada com um Americano). 

Meu último emprego  trabalhei por 3 anos (eu NÃO gostava, apenas ia trabalhar), estava tudo incerto na empresa, para a minha alegria fui mandada embora antes de vir a falência (isto aconteceu em 2012). Estava nos meus 24 anos (Meu Deus! O tempo voa), o  limite pra ser Au Pair nos EUA é de 25 anos (vocês podem se informar mais a respeito sobre idades limites).

E tudo aconteceu na hora certa, quando achei as informações do programa Au Pair, vi que era agora ou nunca. Chegava a minha hora de sair um pouco da zona de conforto e deixar a comodidade de lado, e agora sim saber a respeito do programa.

 Na época, cheguei ate fazer entrevista pra trabalhar em um Cruzeiro. Claro que não deu certo. (E sem contar que parei de fazer as aulas de inglês por um tempo. Se você não pratica, você esquece, ainda mais se você for tímido(a) igual eu =) ). E agora? Nesta época a internet ainda era bem lenta, e eu não usava Facebook. A internet ajuda muito com as escolhas de programas que se encaixe melhor pra você.

 Eis que me lembro da Amanda Oliveira que é consultora (acompanhem ela por aqui também), e fizemos inglês no mesmo local, só que em diferentes épocas. PRIMAAA preciso tirar umas dúvidas da época que você foi Au Pair, pois eu quero tentar a sorte. Fui na agência em São Jose dos Campos (na época a mais próxima pra mim), tirei minhas dúvidas e fiquei mais ainda com vontade de ir. (Existe várias agências espalhadas pelo Brasil, procure em grupos do Facebook, blogs, tirem dúvidas). Neste blog vocês vão ler várias experiências diferentes, acompanhem as meninas daqui!

No processo da agência, entreguei os documentos necessários. Fiz  teste online em English of course.  (Neste dia reprovei e tomei multa quando estava procurando a agência, foi um great start). Tive que esperar pra refazer e finalmente  passei =). Não ia desistir, né?! Fora isto tem formulário com perguntas referentes à você, as experiências com crianças, entre outras... Estava com meu seguro desemprego nas mãos (2 anos de carteira assinada, rs) me achando rica. Pois naquela época, o dólar estava  R$2.14 (março de 2013). Aí que consegui desembolsar a grana pra poder vir pra cá. Meu processo do começo ao fim (Match com a família) durou quase 1 ano (já estava no desespero). Bom, tenho tudo o que preciso. Passaporte, passei no teste, tenho um perfil online para que as famílias possam me ver, e que comece a dor de barriga e despedidas de “até logo” e a entrevista do VISTO...  

Curiosos pra saber um pouco mais de como foi meu processo com as famílias? Vou entrar em detalhes como foi em breve...

Share:
Aline Teodoro

0 comentários:

Postar um comentário

Follow by Email