Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

12 outubro 2020

Hello vida nova!



Quinta feira, 28 de setembro de 2017 eu acordava sabendo que iria para a minha nova vida, não sabia quanto tempo iria durar, nem tinha ideia de como seria, lá estava eu a famosa Alice ansiosa e querendo descobrir respostas para as minhas perguntas.
Ao chegar no aeroporto de Newark, a ansiedade de chegar no terminal e esperar vendo a aeronave era alta, afinal era aquele avião que me levaria ao destino à minha vida nova e claro que também às minhas realizações.

Clássica foto de instagram postada, conversas vem e vão com a minha nova amiga Elizabeth da Espanha, ambas transbordando a sede de viver coisas novas. Durante o curto voo, mal conseguia pensar em qualquer outra coisa, a não ser como seria meu primeiro contato com a minha nova host mom, devido as circunstâncias somente ela poderia ir me buscar, as crianças tinham escola e o pai estaria trabalhando.

Quando o avião pousou, o meu coração acelerou. Sei lá parecia que eu iria ver a minha banda favorita no aeroporto, mas era só a minha host mom. Só quem passa por isso sabe, é muito mais que ser sua família, a gente sabe que o programa de au pair depende pelo menos 80% do seu relacionamento com a host family. Aquela parada clássica no banheiro para checar se está tudo bem, se estou com uma aparência agradável, além de sua família anfitriã eles são seus chefes e a gente sabe que no mundo corporativo a impressão é uma grande parte.

 

Ao chegar, ela me esperava com flores e um balão, com um sorriso no rosto ela me abraçou e me disse: “welcome”. Logo fomos para o carro, seguindo para a nova casa que seria minha habitação - lembro que estava um tráfego horrível - e uma dica: pesquise assuntos sobre a cidade, coisas que vocês possam falar para quebrar o gelo com a família, eu estava tão nervosa que não tinha nada em mente. Foi um longo caminho, mas ao chegar vi meu quarto pela primeira vez e pude desfazer minhas malas.

 

Num primeiro momento foi bem esquisito você estar numa casa que não é sua, não entende como funciona a cozinha, a dificuldade para entender a língua... Sim você basicamente começa uma nova jornada do zero. Mas a vida é feita disso né? Desafios! Pensando nisso trago algumas dicas que possam te ajudar nessa etapa, quem sabe você não fica tão perdida e sem sentido como eu fiquei.

 

·  Se vista apropriadamente, como eu disse acima, além de serem sua família, essas são as pessoas que vão te hospedar e se responsabilizar por você, eles são os seus patrões, passe uma boa impressão, você estará cuidando das joias preciosas da vida deles.


·  Prepare mentalmente alguns pontos de conversa com a família, afinal é o seu primeiro “approach” com eles, algumas ideias bacanas são: perguntar sobre a cidade, entender um pouco mais sobre as crianças, abordar questões do treinamento, comentar levemente sobre sua experiência. Lembre-se por ser uma conversa em inglês, busque sempre estar confortável com o assunto.

 

Espero que a sua experiência tenha sido ou seja incrível como a minha. O começo do intercâmbio, sem sombra de dúvidas, é o mais marcante das nossas vidas. Aproveite cada minuto, seja feliz e desfrute. Ah espera, a porta está aberta, mas vem cá me tira aquela dúvida... te vejo mês que vem né?


Share:
Beatriz W.
Ex Au Pair nos Estados Unidos

Um comentário:

Follow by Email