Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

17 novembro 2020

APÓS A CHEGADA, UM ROMANCE DE INTERCAMBIO!



 Olá leitores. Nos posts anteriores, já contei um pouquinho sobre meus primeiros dias no país, primeiros perrengues, como tirar o visto e hoje quero contar um pouco sobre um romance que aconteceu logo após minha chegada na Irlanda.

Como já mencionado no primeiro post, cheguei na Irlanda em julho/2015. Três meses depois, eis que nosso senhor Jesus misericordioso rsrsrs coloca em meu caminho um amor de intercâmbio. 

Para aqueles que gostam de baladas, saiba que na Irlanda tem uma balada super famosa e quase um ícone no país chamada DICEYS... Eita lugar maravilhoso - hahahaha - e foi nessa balada onde tudo aconteceu.

Conheci um italiano lindo, maravilhoso, o homem do sonho de qualquer mulher, porém, ali tinha apenas um problema: na época, eu não falava inglês. Ele no caso, só falava inglês e italiano. Não gente, o italiano falado não é parecido com o português como todos acham, as palavras podem ser iguais, mas a pronuncia, ahhhhh a pronuncia, essa pega.

Começamos a “ficar”, mesmo eu não falando inglês, e se vc que leu o post sobre perrengues, pensa que acabou? Aí que vc se engana rsrs. Imagine vc em um relacionamento onde não se tem comunicação? Duas semanas depois de estarmos juntos, disse a ele que não daria certo, pois além de eu não saber falar uma língua qualquer com ele, havia tb o grande choque cultural.

Pois muito que bem, ele não queria terminar, disse que me ajudaria com a língua e que uma hora ou outra eu iria aprender. Graças a ele, resolvi dar uma chance, até pq seria uma ótima para eu me esforçar mais em aprender, pelo menos o inglês para nos comunicarmos.

Pense em um relacionamento onde, toda vez que íamos nos encontrar, eu tinha que levar um amigo para fazer as traduções? Kkk Sim, foi assim por pelo menos 3 meses. Passados esses 3 meses, decidi que precisava urgentemente dar um UP no meu inglês, ou nosso relacionamento não duraria muito... Foi então que me veio a ideia do AU PAIR. Então começaram a correria de buscar uma família para trabalhar como babá. Não era bem o que eu queria, mas era a única forma de acelerar meu aprendizado da língua. Comecei a buscar em vários sites de Au pair, mas um dos mais famosos e mais usados na Irlanda na época era o www.aupairireland.ie .

Após 2 semanas cadastrada nessa página, encontrei o perfil de uma família na qual mexeu com meu coração. Depois de 3 meses morando em Dublin, fui me aventurar no programa e me mudei para uma cidadezinha na região de Galway.

Mas a dica que quero deixar hoje é, o novo nos assusta, mas não desista se vc acha que seu inglês não é o suficiente para morar em outro país. PERSISTA! A persistência lhe ensinará coisas que vc jamais poderia imaginar assim como tb te fará fazer coisas que vc jamais pensaria em fazer.

Vou ficando por aqui, fiquem ligados nos próximos posts, pois irei contar toda a saga da minha primeira família e todo o processo desde o primeiro contato até a contratação.

Beijinhos e nos vemos nos próximos posts.

Fabi XOXO

Share:
Fabiana Andrade
Ex Au Pair em Galway e Dublin (Irlanda)

0 comentários:

Postar um comentário

Follow by Email