Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

02 dezembro 2020

Como é morar com host family judia

 Oi, tudo bem?

No post de hoje vou falar um pouco sobre a minha experiência sendo au pair por dois anos em uma família de judeus em Nova Iorque. 

Eu já pensava em ser Au pair quando eu fiz 15 anos, mas só consegui realizar o sonho quando eu fiz 22. Nesses anos todos em que eu fiquei me preparando para o Au pair, eu pensava várias vezes em como minha futura experiência seria e também em todas as coisas legais que eu gostaria de fazer nos EUA.  Mas eu não tinha muita noção de como eu queria que a família fosse, e pra falar a verdade eu nunca tinha pensado sobre "e se a host family fosse de uma religião diferente da minha." Tudo que eu queria era que a família me respeitasse, fosse legal e educada comigo!  Quando eu fiquei online apareceram umas 10 famílias, desde católicos, indianos e evangélicos. Mas eu decidi fechar o match com uma família judia que foi indicada por uma amiga que já morava nos EUA e que conhecia a família pessoalmente. Pela indicação da minha amiga e pelos comentários dela eu deduzi que eles seriam um bom match. E eu não me preocupei muito com o fato de eles serem de outra religião, afinal diferentes religiões, cor de pele, orientação sexual, aparência física e etc, não deveria ser um motivo pra não se conseguir um emprego ou pra não se realizar um intercâmbio, certo? Fechado o match eu embarquei pra um intercâmbio super cultural, afinal aprendi inglês, cultura americana e de quebra também aprendi um pouco sobre a religião e costumes judaicos. 

Estrela de Davi - um dos principais símbolos judeus.

Acho importante citar que os judeus não devem ser confundidos com árabes, muçulmanos, indianos ou com os "Amish" (Amish é aquela comunidade cristã que vive isolada e sem tecnologia, como se estivesse "presa no passado").  O judaísmo é uma das mais antigas religiões monoteístas do mundo, que surgiu com Abraão. Os judeus acreditam em um Deus chamado Javé ou Jeová, e seguem o Torá, a bíblia judaica, que corresponde ao primeiros 5 livros do antigo testamento na bíblia cristã. Segundo a Associated Press, a maioria da população judaica vive em Israel, seguido pelos EUA e depois pela França. Devido ao holocausto e perseguição da Segunda Guerra Mundial muitos judeus buscaram refugio em outros países, o que contribuiu para que a cultura judaica se espalhasse pelo mundo, até mesmo no Brasil: você sabia que os apresentadores brasileiros Luciano Huck e Silvio Santos são judeus? 

Pra ser sincera, tirando o fato de que os judeus não celebram o Natal ou a Páscoa e que eles tem alguns feriados diferentes dos cristãos, nada foi muito diferente pra mim! Eles se vestem normal, falam normal, comem comida normal, moram em casas normais e fazem coisas normais! Preciso fazer um comentário de que a minha experiência é baseada no convívio com uma família judia não ortodoxa e que não era extremamente conservadora. Os judeus mais conservadores costumam seguir as tradições à risca, e por isso se vestem sempre com roupas tradicionais judias, como o chapéu para os homens e véu cobrindo os cabelos para as mulheres, algumas usam peruca ao invés de véu no dia a dia. Elas após o casamento devem sempre cobrir os cabelos e usar roupas que cobrem os ombros. Conheci uma pessoa que trabalhava como babá (e não como Au pair!) para uma família judia bem conservadora e ela tinha que seguir algumas regras como usar roupas que cobriam os ombros (vale ressaltar que isso foi acordado entre ela e a família antes dela começar, inclusive a família mesmo comprou as roupas pra ela usar enquanto trabalhava). 

Imagem do Google só pra exemplificar um pouco as roupas usadas por judeus ortodoxos.

Conservadores e ortodoxos também seguem os horários certos do dia para fazer as orações. Existem também algumas restrições alimentares e os judeus ortodoxos e conservadores podem seguir a dieta Kosher que é uma dieta em que os alimentos são preparados de acordo com as leis judaicas. Algumas delas são, por exemplo, não comer carne e leite na mesma refeição, também existem certos tipos de carne que eles não comem, como a de porco, e também existe um jeito certo para como os alimentos devem ser plantados, e entre outras leis. Famílias ortodoxas também devem seguir o Shabat (se pronuncia "chábá"), que acontece do por do sol de sexta feira até o por do sol de sábado, ou seja toda semana! No shabat eles não devem trabalhar ou realizar qualquer coisa que produza muito esforço, isso porque esse dia deve ser de descanso, oração e de aprendizado sobre a religião. Algumas famílias que seguem o Shabat tradicionalmente não devem fazer coisas do dia a dia como cozinhar, acender luzes ou qualquer aparelho que exija uso de eletricidade (computador e celular por exemplo), dirigir, lavar roupas, comprar e vender coisas, manusear câmeras fotográficas ou instrumentos musicais e etc. Existem 39 proibições de "trabalhos" no Shabat. 

Kippah - chapéu usado por homens judeus durante as orações.

Na minha host family, como não eram ortodoxos nem extremamente conservadores, eles não seguiam todos os costumes à risca. Eles iam ao templo apenas as vezes, principalmente em datas religiosas ou festivas, as kids faziam a chamada "Hebrew School" - Escola de Hebraico" - que é equivalente ao catecismo/catequese ou estudo bíblico da religião cristã, só que obviamente eles aprendem sobre a religião judaica e também aprendem hebraico, que é a língua em que o Torá, o livro sagrado do judaísmo, é escrito. Com relação às vestimentas por exemplo o host dad e o host kid menino usavam o "Kippah" (aquele chapéu pequeno e redondinho) apenas para ir ao templo e a host mom usava um véu de renda bem pequeno (cerca de um palmo de comprimento) preso na parte de trás cabelo, mas também apenas para ir ao templo. No dia a dia eles e as crianças usavam roupas normais e eles nunca exigiram que eu usasse roupas específicas pra trabalhar. Com relação à alimentação, eles não seguiam a dieta kosher, mas tinham alguns produtos kosher na casa (produtos normais como bolachas, sal, manteiga... não achei diferente dos normais, tem o mesmo gosto/aparência) e a única regra que eles tinham era de não comer nada feito com carne de porco em casa, mas isso não foi um problema pra mim. Eu reparei que as vezes quando saíamos pra comer fora o host dad e host kids as vezes pediam coisas de porco, como hamburger com bacon e etc., mas apenas fora de casa. Minha host family também não seguia o Shabat, e por isso o dia de sábado era normal pra eles e eles faziam as atividades cotidianas normalmente!  

Torá - o livro sagrado para os judeus. Esse na imagem é o tradicional, em forma de pergaminho, mas
existe a versão em livro também. Uma curiosidade é que o Torá se lê de trás pra frente (igual um mangá japonês), isso porque em hebraico se escreve da direita pra esquerda. 

Com relação aos feriados, como eu citei ali em cima, eles não comemoram o Natal, nem a Páscoa Cristã, afinal esses são feriados do Cristianismo e não do Judaísmo. Portanto na minha host family não teve nenhum tipo de decoração de Natal, mas eu sempre tive o feriado de Natal de folga. Os mais importantes feriados judaicos são o Passover, a  Páscoa Judaica, que acontece entre março e abril e dura oito dias. Cada ano tem datas específicas e as vezes coincide com os dias da Páscoa Cristã. Durante o Passover os judeus não consomem nada que tenha sido fermentado, portanto eles comem um pão chamado "Matzah" que é feito sem fermento e dentre outros alimentos. Na minha host family apenas os adultos seguem essa regra, as host kids comiam tudo normal e eles continuaram comprando comida normal pra que eu pudesse comer. No Último dia do Passover eles realizam uma ceia com comida típica judia, chamada Seder,  e fazem também uma pequena celebração em família. Eu tive a oportunidade de participar com eles, só observando e respeitando mesmo, já que eu não sou judia, e foi bem interessante. 

Prato simbólico utilizado pela minha host family durante a celebração do Passover. 

Outro feriado bem importante é o Hannukah que acontece em dezembro, bem próximo do Natal cristão, a data também varia de ano pra ano. O Hannukah também dura oito dias e o principal ritual é que a cada dia eles fazem uma reza em hebraico e acendem uma vela no Menorah que é um candelabro com nove hastes e cada haste tem uma vela em cima, a nona vela serve para acender as outras oito. O Menorah é um dos principais símbolos judeus, assim como a estrela de Davi. Tradicionalmente no Hannukah eles tem o costume de presentear as crianças dando um presente por dia durante os oito dias de Hannukah (sim isso mesmo!). Na minha host family eu dei presente pras kids apenas no último dia de Hannukah, ja que eles não comemoram o Natal. Como esse pequeno ritual de acender a vela é feito em casa com a família toda, eu também tive a oportunidade de presenciar isso durante alguns dias do Hannukah. 

O Menorah.


Também existem outras celebrações importantes pra eles. Uma delas é o Bar Mitzvah (para meninos) e Bat Mitzvah (para meninas)  - se fala "bár" ou "bá" e "mítsvá"- que acontece quando o menino completa 13 anos ou quando a menina completa 12 anos, e por isso eles serão considerados adultos perante a religião e poderão participar ativamente da vida religiosa. Para isso eles fazem uma celebração especial no templo e sempre tem uma festa bem chique depois pra comemorar, que lembra muito uma festa de 15 anos! Durante meu primeiro ano de au pair a minha host kid mais velha fez 12 anos e por isso tive a chance de participar do Bat Mitzvah dela, foi bem interessante ir ao templo com eles (lembrando que apenas participei olhando e não rezando com eles) e participar da festa também! No meio da festa eles ergueram a menina em uma cadeira para o alto enquanto cantavam e dançavam, isso é um costume típico de comemoração judia que eles fazem em festas e casamentos. 

Foto do momento em que ergueram minha host kid na cadeira durante a festa de Bat Mitzvah.

Se você está fechando match ou falando com uma família judia eu recomendo perguntar sobre isso para eles e ver até que ponto eles seguem os costumes e se isso teria algum impacto na sua rotina como Au pair. Geralmente as famílias judias que tem Au pair não são ortodoxas, mas é sempre legal verificar se eles seguem a dieta Kosher por exemplo, ou até mesmo se você terá que trabalhar ao sábados, visto que algumas famílias podem seguir o Shabat, e talvez você tenha que fazer algumas coisas por eles como cozinhar e dirigir. Nesse caso é sempre bom deixar tudo acordado antes. Eu nunca tive problema nenhum com relação à religião, eles eram bem respeitosos com a minha religião e eu com a deles. Eu sou católica e várias vezes os hosts me levaram e buscaram na porta da igreja quando eu fui à missa. Eu também levava eles na porta do templo e buscava quando precisávamos compartilhar o carro.

Para finalizar quero dizer que essa experiência de morar com judeus foi bem legal e marcante. No mundo existem diversas religiões diferentes e intolerância religiosa nunca foi algo bom e muito menos trouxe paz ao mundo! Cada pessoa tem sua fé e devemos ter um olhar de respeito pelas pessoas de religiões diferentes da nossa e nunca um olhar de preconceito! 

Beijinhos e até o próximo post! :)

Se quiser saber mais:

Sobre a religião: 

https://brasilescola.uol.com.br/religiao/judaismo.htm

https://www.educamaisbrasil.com.br/enem/religiao/judaismo

Sobre o Shabat:

https://pt.chabad.org/library/article_cdo/aid/3184532/jewish/As-Leis-do-Shabat.htm

Documentário sobre judeus no Brasil:

https://tvbrasil.ebc.com.br/retratosdefe/episodio/judaismo-ritos-e-celebracoes

Sobre as vestimentas tradicionais:

http://institutobrasilisrael.org/colunistas/evane-beiguelman-kramer/geral/o-judaismo-e-as-regras-de-vestimenta-uma-abordagem-de-fashion-law

Share:
Thamy Costa
Ex Au Pair em New York (EUA)

2 comentários:

  1. barukh ata adonai eloheinu melekh ha'olam hehe Vc tb memorizou o começo dessa reza deles amiga? Como eu trabalhei 4 anos para uma família judia, esse post foi muito esclarecedor para mim pq eu não ficava perguntando muito de tudo e nunca parei pra pesquisar como vc fez para este post! Só faltou mencionar o Has Hashanah (ano novo judaico) e o Yom Kippur (qdo eles fazem jejum) que acontecem na mesma época e normalmente é em setembro e as escolas públicas fecham para esses feriados independente se vc é católico, não tem aula. O Purim era o meu preferido (parece um "carnaval"!) gostava por causa das deliciosas hamantaschen, as bolachinas triangulares, os seus tb faziam em casa ou compravam prontas? PS eu tb só dava 1 presente de Hanukkah, imagina ter q dar 8?!Lol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gi!
      Hahaha... não cheguei a memorizar! Mas ouvi várias vezes! Pra mim tbm foi bem esclarecedor! Tinham muitas coisas que eu não entendia direito e quando comecei a pesquisar descobri várias coisas que eles nunca haviam comentado! Aliás tem muuuiiittaaa coisa na religião judia que é bem interessante!
      Eu gostava da bolachinha também e eles nunca faziam em casa, sempre compravam pronta! hehe.
      Lol, 8 presentes pra cada kid seriam 24 presentes no total (3x8)... imagina?! Nem cabe no meu bolso!
      Obrigada pelo comment,
      Beijinhos! :)

      Excluir

Follow by Email