Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

06 janeiro 2021

Como identificar uma família perigo?

É muito recorrente ouvir histórias de au pairs que tiveram a má sorte de cair numa host Family abusiva. Não é muito difícil encontrar relatos absurdos no youtube ou em grupos de Facebook, de au pairs que passaram por situações muito complicadas, desde uma carga horária abusiva até a abuso psicológico e/ou sexual. Há também as que caem em golpes de falsas host families e sofrem prejuízos financeiros.

O intercâmbio de au pair já é um risco por si só. Não esqueça que você está indo viver com estranhos em um outro país por pelo menos um ano inteiro. Infelizmente não há uma forma 100% eficaz de identificar uma família perigo, mas perceber alguns sinais que eles apresentam ainda na fase de procura ou de entrevista pode nos ajudar a escolher com mais cautela.

Alguns sinais:

  • Bom demais para ser verdade

A família está oferecendo de mais? Um quarto de rainha com um banheiro só seu? Uma carga horária menor que o normal? Um salário muito acima da média? E tudo ao mesmo tempo?

Sim, há realmente famílias muito generosas, mas já dizia o ditado: “quando a esmola é de mais, o santo desconfia”. Há uma grande probabilidade de ser um scam.

  • FBI

A família logo de cara, antes de confirmar o match, te pediu fotos de documentos ou outras informações pessoais? Às vezes pedem até dinheiro dizendo que vão te reembolsar mais tarde. Acho que não preciso nem explicar o porquê de isso ser altamente perigoso.

  • Te bombardeiam de elogios logo de cara

Talvez o seu perfil no AuPairWorld ou no portal da agência não seja dos melhores. Talvez você tenha pouca ou nenhuma experiência com crianças. Mesmo assim aparece um host parent no seu perfil dizendo o quanto você seria a au pair perfeita para eles e que TEM que ser você, nenhuma outra serviria. Às vezes querem até dar match imediatamente e te pressionam pra isso.

Das duas uma: ou estão tentando te aplicar um golpe, ou não tem nenhuma boa condição de manter uma au pair e agora estão desesperados para achar alguém, porque ninguém mais quis.

  • Sem feedback

SEMPRE peça referências da au pair ou babá anterior. SEMPRE. Se a host Family evita falar da au pair anterior, de dar o contato dela ou pior: SE FALAM MAL DA AU PAIR ANTERIOR... Corra!!

Isso é um forte indício de que eles foram abusivos antes e não será diferente com você.

  • Vivem em áreas muito remotas

Famílias que moram em cidades grandes e famosas são sempre muito disputadas. Viver em lugares mais afastados não significa que a família seja abusiva, porém te deixa mais vulnerável. Se você tiver o azar de cair numa família abusiva que viva em um lugar afastado, ficará mais difícil para se locomover ou pedir ajuda. Sem contar que você muito provavelmente estará sozinha.

  • Te conheço?

Um dos host parents está elogiando muito sua aparência e fazendo muitas perguntas pessoais? Nem precisa falar nada, né?

  • Au Pair ou Housekeeper?

A família pergunta se você sabe fazer tarefas domésticas que não tem nada a ver com ser au pair? Eles evitam informar o schedule ou a carga horária? Fuja. Au pairs devem ser responsáveis apenas pela limpeza mais leve.

  • Mão de vaca

Alguns perfis catastróficos de host families que eu já vi por aí tinham na descrição coisas como “se a au pair for vegana ou vegetariana, ela deve se responsabilizar pela própria refeição” ou “se a au pair quiser algum produto extra ou específico do supermercado, ela que pague”.

Fuja!!! Fuja para bem longe! O nome já diz tudo: FAMÍLIA ANFITRIÃ! Se eles estão regulando o mínimo que eles devem fornecer, não estão sendo nenhum dos dois. Lembre-se que o motivo do salário de au pair ser baixo é justamente porque coisas como casa, alimentação, energia elétrica e internet devem vir inclusas, como parte do pagamento.

  • Fanatismo religioso

Não quero de forma alguma dizer que ser religioso é algo ruim. Porém tome cuidado com famílias muito obcecadas com religião, principalmente se os princípios morais deles forem muito diferentes dos seus. Eles podem tentar te converter a todo custo, não te respeitar caso sua religião seja outra ou se você for ateu ou então te julgar por fazer coisas que podem ser consideradas imorais aos olhos deles.

Agora que você já conhece alguns sinais, minha última dica para evitar problemas é fazer várias perguntas aos hosts.

Como é o acesso à outras cidades? Como é o housework? Vou trabalhar quantas horas por dia? Quais são as regras da casa? Haverá curfew? O que esperam de mim como au pair? Podem me passar contato da au pair/babá/empregada anterior?

Fazer perguntas como essas é muito importante para que você saiba aonde está pisando. Além disso deixe suas expectativas bem claras para que a família saiba o que esperar de você.

Espero ter ajudado e boa sorte às futuras au pairs! E se você que estiver lendo souber de mais sinais, comente! 

Share:
Isabela Cerqueira
Ex Au Pair em Cork (Irlanda)

Um comentário:

  1. Ótimas dicas Isa! E também é bom lembrar que muitas host families "mentem" (ocultam) no app sobre a condição financeira delas, justamente para que a Au Pair se interesse pelo que a família é e não pelo que ela tem, sabe... essa dica é para as que procuram por "regalias" etc... Bjs

    ResponderExcluir

Follow by Email