Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

24 janeiro 2021

Como tirei minha Driver's license durante a pandemia

Muitas meninas ficam em dúvida quanto a questão da direção aqui nos Estados Unidos. E sim, podemos usar uma Permissão Internacional para Dirigir (PID) e, dependendo do estado em que estiver, você poderá dirigir com ela por 1 ano, seis meses ou até menos.

Porém hoje eu quero te contar sobre o meu processo para tirar a Driver's license durante um lockdown e deixar alguns conselhos para que você fique informada e não cometa os mesmos erros que eu.  

Não sei se você já sabe, mas em meu primeiro ano de Au Pair eu estava em Connecticut. Lá eu poderia dirigir com essa permissão por 1 ano inteiro. No entanto, eu trocaria de família na minha extensão e não contava com alguns problemas no percurso. 

A minha troca de família estava para acontecer em julho de 2020 e minha CNH do Brasil expiraria em 20 de julho do mesmo ano, consequentemente minha permissão também. Ai ai ai... olha o erro dessa pessoa que vos escreve 😅. Então, não cometa o mesmo erro que eu cometi! Certifique-se de que sua CNH não irá vencer em um período de no mínimo dois anos. 

Ainda quando estava no Brasil, eu percebi que minha habilitação venceria durante o meu ano de Au Pair depois que estava com minha PID em mãos, no Poupatempo da minha cidade. E para ter uma nova, eu teria que pagar a taxa da renovação para ai então solicitar uma nova  PID. Eu definitivamente não tinha tempo - embarcaria em dentro de alguns dias, na época - e muito menos dinheiro para isso. Então, já vim para cá sabendo que eu teria que tirar a habilitação aqui em algum momento. Eu só não contava com uma pandemia!

Bom, com toda essa história só posso te dizer que eu entrei em pânico. Como eu poderia dirigir as crianças da futura família sendo que no dia que eu chegasse lá o único documento que comprovava que eu estava apta a dirigir, estaria vencido? 

Minha família de Connecticut não me ajudou muito também. Eles disseram para eu tentar falar com a agência e com a futura família - basicamente tiraram o "corpo" fora.  Eles falaram ainda que se eu adiantasse o processo enquanto eu estivesse com eles, não me deixariam o usar o carro porque era muito perigoso ter alguém estranho dentro do carro deles. Isso aconteceu em meados do mês de maio de 2020 e, por isso, eu estava tentando tirar a carta em CT ainda antes de vir para a Virgínia (em VA a PID vale só por poucos meses). Porém nessa época ainda estávamos em lockdown e nada além de serviços essenciais estavam funcionando 100%. 

Expliquei a situação para a nova família e eles me tranquilizaram. Disseram que quando eu chegasse eles iriam me ajudar a descobrir uma saída. Enquanto isso tudo acontecia, eu também não fiquei parada: lotei minha antiga lcc de perguntas sobre como eu poderia acelerar o meu processo no DMV (Department of Motor of Vehicles) e ela deixou a agência a par também. E na realidade eles não tinham uma resposta concreta sobre essa situação. 

Fingindo costume com o Audi da host family 😂
Postei em grupos de Au Pair de DMV area, em grupos de brasileiros na Virginia para ver se alguém tinha passado por situação parecida com a minha (mas não, ninguém foi "cabeção" igual a mim hehe). Também contatei o Consulado Brasileiro para ver se eles renovariam a CNH à distância, no entanto, sem sucesso. Minha última saída era tentar ver se minha mãe poderia renovar a CNH no Brasil, solicitar a permissão e enviar por correio usando uma certidão de plenos poderes que deixei em nome dela quando saí de lá. Mas isso também não deu certo, porque para a renovação eu precisaria fazer exame de vista. Quando todas as possibilidades pareciam ter se extinguido, minha mãe me contou que foi a um despachante e ele disse que as habilitações vencidas a partir de 19 de fevereiro de 2020 estariam isentas de renovação. Ufa, isso veio como um alívio!

Mas novas perguntas começaram a brotar na minha cabeça: como provar aqui nos Estados Unidos que ainda estou apta a dirigir, segundo as leis no Brasil? Será que o que o despachante disse era mesmo verdade?

Pois bem, coloquei meu tico e teco para funcionar. Como trabalhei algum tempo em produção de TV, eu tenho uma noção de como procurar informações em sites do governo. Então, entrei no site do Detran, do Conselho Nacional de Trânsito e finalmente achei uma deliberação publicada no Diário Oficial da União com a exata informação que aquele despachante deu à minha mãe. 

Então, eu tinha um documento oficial dizendo que eu poderia sim dirigir aqui. O problema é que ele só estava em português rs. Mas diante de toda a saga até aqui, esse era o menor dos problemas. Pedi ajuda a uma professora de inglês e traduzi o documento. 

Marquei o appointment aqui na Virginia (você pode marcar o seu aqui) e levei tudo o que tinha: passaporte, Social Security Number, dois comprovantes recentes de residência + um comprovante de transação bancária (que seria o statement), Ds-2019, minha PID, minha CNH, o documento oficial em português e a tradução em inglês. 

Eles pediram todos os documentos... MENOS a PID, a CNH e o documento oficial com a tradução. Você pode rir agora, eu deixo rsrsrs. Todo o trabalho e preocupação que tive foi em vão? Talvez sim, mas talvez não. A verdade é que eu tirei uma grande lição disso tudo: sempre esteja preparada porque nunca saberemos o dia de amanhã, se viveremos uma nova pandemia ou se alguma outra coisa vá nos impossibilitar de viver a vida normalmente. Se eu tivesse renovado antes de vir para cá, teria evitado muito transtorno também. 

Então anota mais essa dica: quando você chegar aqui uma das primeiras coisas que você tem que fazer é tirar a sua habilitação. Será menos uma dor de cabeça. Você pode usá-la como ID e nem passaporte precisará usar em alguns casos. E se caso resolver trocar de estado durante sua extensão, você só transfere.

No mais, desejo boa sorte para você. Te vejo mês que vem novamente!



Share:
Vivian Ferraz
Ex Au Pair em Connecticut e atualmente morando na Virginia (EUA)

Um comentário:

  1. Oi Vivian, nossa quanta dor de cabeça! Mas que bom que tudo se resolveu no final das contas! Como eu tive um visto negado, a minha PID não ficou pronta antes do meu embarque, a minha mãe me enviou por correio depois, então não pude dirigir nos primeiros dias. Como morei em NY, lá a PID é aceita para os 2 anos do programa, se não estiver expirada, claro. Porém, no meu segundo ano, eu quis tirar a DL de NY mesmo assim e fiz o teste escrito, as aulas teóricas e o teste de volante que foi feito no carro da HF mesmo, mas como a minha PID ainda estava válida, eles[DMV] tiveram que "confiscá-la", a PID e a minha CNH porque segundo eles, uma pessoa não pode possuir 2 habilitações ao mesmo tempo mesmo que sejam de países diferentes. Então, antes de retornar ao BR eu tive que voltar no DMV para entregar a minha DL de NY e ter de volta a minha CNH porque ainda estava válida e eu precisava dirigir no BR, ou seja, não tirem a DL de NY se a sua CNH e PID ainda estiverem válidas porque dá muito trabalho rs E detalhe, eu tirei o visto F1 e voltei aos EUA e tive que tirar novamente a DL de NY ai ai ai

    ResponderExcluir