Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

17 janeiro 2021

Primeira semana morando com a Hostfamily

Oie oie oie leitores maravilhosos.

Sim, essas lindezas da foto foram minhas primeiras crias aqui na Irlanda e hoje quero apresentar a vcs um pouquinho da minha primeira família onde fui Au pair por 6 meses. Sim, apenas 6 meses porque como dito nos primeiros posts, o visto de estudante na minha época era de 1 ano (6 meses de línguas + 6 meses de férias).

Em fevereiro de 2016, me mudei para Galway, com pouco inglês para me aventurar nesse mundo de Au pair. Depois de deixar meu namorado que já morava comigo em Dublin, após uma semana da entrevista com a família, coloquei minha vida novamente em 2 malas e parti.

Chegando na cidade, a família me buscou na rodoviária e me levou para casa deles. Como já dito, a família era composta por pai, mãe e 3 crianças. Ao chegar na casa, me apresentaram meu quarto e me deram uma janta maravilhosa de boas vindas. Isso aconteceu em um domingo, já que na segunda pela manhã seria meu primeiro dia de trabalho.

Meu cronograma era dividido da seguinte maneira, das 8 da manhã até ás 18 da tarde. Eu basicamente acordava as 7:30 da manhã, tomava meu café e preparava a lancheira das crianças. Ás 8 eu acordava as crianças, dava cafe da manhã, colocava os uniformes (que por sinal sao lindos, literalmente aquelas roupas de teamleader de filme rsrs) e os deixavam prontos para ir para a escola. Ás 8:45 levava as crianças até o ponto de ônibus, que era na esquina de trás de casa, voltava para casa e fazia uma organizacao rápida da cozinha, sala e quartos das crianças. Ás 10 eu ficava livre para fazer o que quisesse ate as crianças voltarem da escola. Geralmente nesse meu tempo vago, eu ia na casa da vizinha que tb era brasileira rsrsrs ou ia dar uma volta pelo centro da cidade, ja que a cidade era super pequena (diga-se uma cidade com literalmente 2 ruas kkkk, onde todo mundo conhecia todo mundo). Ás 13:30 a menina mais nova chegava, então eu dava um lanche da tarde a ela, deixa ela descansar por meia hora e em seguida começavamos a fazer o dever de casa. Ás 14:30 os dois mais velhos chegavam, então eu dava o lanche, deixa descansar por meia hora e logo em seguida, eles também iniciavam o dever de casa.

Com essa divisão das horas, em torno de 15:30 hs todos estavam livres para brincar. Geralmente costumavamos ir para um parquinho que tinha próximo de casa ou eles literalmente brincavam na frente de casa (vulgo rua). Ás 17:30 era hora da janta, mas não se engane, depois desse longo dia entre escola e brincadeiras, não tinha banho rsrsrs (sim, muitas famílias aqui não dão banho nas crianças todos os dias, questão cultural). Ás 18hs o pai chegava e então eu ficava livre. 🙏🙏

Mas não pense que esse cronograma funcionava todos os dias certinhos. Muitas vezes as crianças não queriam fazer o dever de casa ou não queriam comer e nem sempre eram tao bonzinhos, ás vezes eu tinha que coloca-los de castigo por conta de brigarem entre si. Gracas a Deus, nunca fui mal tratada e eu era sempre respeitada.

O meu salário nao era lá grandes coisas , eu trabalhava 4 por 3, já que eu seguia o cronograma de trabalho da mãe que era policial. Entao eu trabalhava em torno de 40 horas semanais e ganha apenas 120 euros por semana. Dinheiro esse que não dava para nada, já que quase tudo e muito caro e eu sempre ia para Dublin nas minhas folgas para ver meu namorado. 

Algumas babás que conseguem ganhar 120 por semana e fazer muitas coisas, no meu caso não dava porque meu estilo de vida era mais caro do que o que eu ganhava. Se vc tiver foco e objetivo, consegue até guardar um pouquinho desse dinheiro, ou se seu custo de vida for bem restrito, vc tb consegue guardar... No meu caso, eu era muito baladeira kkkkkk gastava horrores com baladas, roupas e comida.

Voce precisa ter um objetivo ao escolher ser au pair, no meu caso, era somente aprender a língua o mais rápido possível e viver um pouco da cultura das famílias irlandesas.

As vantagens em ser Au pair são: imersão cultural, aprendizado da língua e crescimento pessoal.

As desvantagens são: pouco dinheiro kkkkk (isso falando em au pair que mora com a família), muito estresse, esgotamento físico (chega uma certa hora que vc não aguenta mais e so quer sair correndo) e estar longe do meu boy.

Uma dica é: para o aprendizado rápido da língua, escolha famílias com crianças mais novas, vc irá aprender do zero como se realmente estivesse em um jardim de infância, já que ao ajudar com o dever de casa, vc acaba aprendendo todas as regras da língua. Mas essa foi minha experiência, no meu caso foi o que realmente deu um upgrade no meu inglês. Depois de passar 6 meses dentro de uma escola e não aprender basicamente nada, com 3 meses no au pair, meu inglês passou de básico a uper intermediate (um nível abaixo do inglês avançado).

Bom, por hoje é só, espero que vcs tenham gostado... Vou ficando por aqui e nos vemos no próximo post, onde irei contar como foi minha relação com a família.


Xoxo👄👄

Share:
Fabiana Andrade
Ex Au Pair em Galway e Dublin (Irlanda)

Um comentário:

  1. Ah que legal essa host family, Fabi! Realmente, essa idade é ótima para quem ainda tem um inglês fraco, eu brincava de escolinha com a minha host sister mais nova todos os dias e olha, ela já se decidiu que seguirá mesmo a carreira como teacher! Bjs

    ResponderExcluir

Follow by Email