Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

25 março 2021

O não pode se transformar em SIM!

Hoje estamos vivendo uma Pandemia Mundial gigantesca que eu sei que pra muitos sonhos mais parece um "NÃO". Muitas pessoas estavam se planejando para ser Au Pair, outras pessoas pra qualquer outro tipo de intercâmbio, porém quase todos esses planos se frustraram de 2020 pra cá. 

Hoje eu quero contribuir com um texto-relato-real de minha vida e experiência para que de alguma forma eu traga ESPERANÇA para corações que estão lendo isto. Esperança de que um 'NÃO' pode virar um 'SIM' com certeza!

Eu fui Au Pair aos 27 anos e 6 meses, sem dinheiro e sem reserva financeira alguma, num país que não tem Visto para Au Pair, sem saber inglês e sem auxílio de agência nenhuma. Acha mesmo que um ''NÃO" pode interromper teus sonhos?

Já contei aqui e lá no meu Canal do YouTube - Viver me inspira, que encontrei minha primeira família (Host Family) da Austrália pelo site Au Pair World e que devido a questões financeiras eu não conseguia aplicar pra um Visto de Estudante.

Com uma lista de ''nãos'' eu sentei, pensei e decidi expor minha situação para a mãe das crianças que eu era candidata a ser Au pair. Contei da minha falta de condições financeiras que me impediriam de seguir com o processo naquele momento. Ela ficou bem triste e infelizmente com essa minha notícia ela teve que ir em busca de outra Au pair. Mas disse que adoraria que fosse eu a Au pair e quem sabe depois de uns 6 meses a 1 ano a gente tentaria de novo. Eu me comprometi a trabalhar muito e juntar cada centavo pra tentar novamente. Prometemos uma a outra de não perder o contato e seguimos nossas vidas.

Após esse episódio eu não desanimei não, só sentia uma vontade enorme de vencer e isso me motivava mais e mais!

Continuei minhas pesquisas e mais um ''não'' surgiu em meu caminho. Descobri que para aplicar um visto de estudante pra Austrália eu teria que apresentar uma comprovação financeira de uns 70 mil reais. Dinheiro esse que deveria estar em minha conta bancária (ou de meus pais) por cerca de 3 meses ou mais... e na boa? Nunca vi esse tanto de dinheiro na vida, muito menos no meu extrato ou no dos meus pais.

Eu vim de uma família classe média baixa, considerada média porque meus pais tem casa própria, coisa que nem todos ao meu redor tinham enquanto eu crescia. E isso meus pais só conquistaram graças a muito esforço, trabalho e dinheiro poupado pra construir essa casa. Resumindo... eu não conhecia ninguém que pudesse me ajudar nesse ponto. Pensa que desisti por isso? Claro que não... quanto mais difícil, mais eu tinha sede de conquista!

Só pensava em trabalhar, juntar meu suado salário e passava minhas horas livres pesquisando formas de ir pra outros países e talvez de lá conseguir me estabilizar financeiramente e ir pra Austrália realizar meu sonho de criança.

Fazia renda extra vendendo de tudo que você possa imaginar: Avon, Natura, Lingerie, Trufas e muito mais.

Um belo dia eu recebi uma mensagem daquela mãe da Austrália que me trouxe o gostinho da felicidade. Muito chateada ela relatou que a atual Au pair não estava sendo tão legal como parecia que seria, havia mentido em algumas coisas e também não se mostrava tão responsável e cuidadosa com as crianças. Depois de desabafar e demonstrar sua decepção me questionou se eu ainda tinha interesse em ir pra lá. Eu disse que o interesse pulsava forte todos os dias em meu coração, e que eu estava lutando com garra pra conquistar o dinheiro necessário e um dia ir, mas que isso não seria tão rápido. Ela então me fez uma proposta de me ajudar com visto e com escola de inglês, e ali eu vi cada não se tornar SIM e toda a minha fé se materializar em realização.

A partir dali eu só deveria me preocupar em resolver minha situação no emprego do Brasil, aplicar o visto com a carta convite da família, esperar a aprovação, comprar minhas passagens aéreas e me preparar pra  V O O A A A R R R !

Entende o porquê eu fiz questão de contar minha experiência pra você hoje? Eu quero te mostrar que há esperança... a força que vc faria pra desistir usa pra te impulsionar a prosseguir. Use toda essa energia pra ir avante. Teu 'SIM' vai chegar!!!

Prometo trazer idéias e sugestões que irão te ajudar neste processo de transformar seus 'nãos'.

Estamos juntos nessa jornada!


Mil beijos com carinho da Nandy.

Share:
Naiandra Katiuscia
Ex Au Pair na Austrália

Um comentário:

  1. Nandy... a sua história é de fato, muito inspiradora, obrigada por ter compartilhado:) A esperança é a última que morre, cresci ouvindo isso e levo isso comigo e no seu caso, não foi sorte, você ajudou o destino a te ajudar, não desistiu, lutou, parabéns! Bjs

    ResponderExcluir

Follow by Email