Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

29 abril 2021

De Au Pair a Nanny

 Olá people!

Quero começar hoje agradecendo por tudo que tenho hoje. Estamos passando por dias bem difícies e estou aqui cheia de saude, tenho um lugar pra morar e minha família. Este mês de abril completei 8 anos aqui nos EUA. Os anos que passaram não foram facéis pra mim. Em 2020 muita coisa mudou na minha vida pessoal e principalmente emocional. 

Como já dizia o Chorão (CBJr)..., "Mas hoje dou valor de verdade Pra minha saúde e pra minha liberdade".

Bom, hoje quero compartilhar como foi eu achar um emprego depois que eu terminei meu ano como au pair.

Sempre morei no subúrbio (um pouco mais expensive), pois acaba dependendo muito de carro pra locomoção. Ainda mais se você for procurar um job como babysitter... A maioria das famílias exigem carro, pois eles querem alguém de confiança pra poder dirigir as crianças para atividades.  

Claro que eu não tinha carro, a grana que consegui juntar quando au pair, comprei coisas pra casa e gastei com comida, como já compartilhei.

E por uns 3-4 meses foi assim, sem trabalhar. Fiquei tomando conta da casa rs (e ainda continuo Lol ). Fiz cadrastro em 3 sites e coloquei minha experiência como au pair. Dois eram gratuitos, ou seja no final, tinha cadastro pra 2 sites =). Fora que existe a opção de pagar o pacote e ter mais acessos à mais famílias, e respostas rápidas.

Mas tinha aquilo do transporte, como eu ia trabalhar sem transporte? Apliquei para uma familia que procurava alguém pra levar os filhos (gêmeos /11 anos) até a esquina e esperar o ônibus escolar. Era pra estar na casa ás 7 da manhã. Eles me responderam, aceitei sem pensar. No final estava acordando ás 6 da manhã pra poder levar meu marido no serviço dele pra eu poder ficar com o carro e ir trabalhar. Ficava apenas 1h na casa, recebia $11, de vez enquando ficava mais horas, caso um deles estivesse doente ou quando não tinha aula.

Acredito que não “ganhei” dinheiro assim. Até porque tive que levar e pegar meu marido no serviço todos os dias. Mas ganhei mais confianca em mim mesma e uma referência (que foi super importante). Na maioria das vezes eles pedem que você tenha a carteira de habilitação em dia. Alguns sites exigem provas que você pode trabalhar legalmente aqui. Mas normalmente, um endereço fixo e telefone pra contato ja é o suficiente.

Logo comecei a procurar por dates nights - normalmente sextas - e sábados depois das 5pm. Era mais fácil pra mim com relação ao transporte. Achei uma família super próxima de casa, mas eles eram super da noite. Começava às 6pm dava janta, banho, e colocava na cama, e ficava lá por horas esperanando os pais chegarem (3am às vezes). Eles me pegavam $12/hora. Tive sorte até! Muitas famílias por aqui pagam $10 ou menos e querem que você faça tudo!!! Hoje não aceitaria trabalhar por menos de $15. Pela experiência, você aumenta seu preço, se você tem que utilizar seu carro e gasolina. Tudo isso conta na hora que você esta procurando uma família.

Perto do meu niver, meu marido decidiu que estava cansado de dividir seu carro comigo e com as kids Lol. Brincadeira, mas ele recebeu uma promotion, e comprou um carro pra mim, Honda Accord 97.

 Estava super feliz! O carro  é super bom e está sempre em dia com tudo. Safety first. Ele entende de carro e eu sei colocar gasolina! Aqui é super fácil de comprar um carro usado... Mas nem sempre o barato é vantajoso. Peças de carro são caras ou seja, pra você manter um carro custa caro!

 Logo, comecei a procurar por famílias pra trabalhar part time. Estes sites dá uma frustação também. Caso você não seja premium ($), as respostas demoram a chegar ou às vezes nem chegam. Ah existem grupos em facebook pra babysitter. Trabalhei 2 vezes pra famílias que achei no facebook. E foi apenas uma noite. Temos que tomar cuidado também com isso, ja que facebook eh bem mais fácil de ter fake account. E nos sites também, ja tive alguns scam, mas nunca apliquei. Família oferecia $16, mas você tinha que mandar um cheque de confirmação. Loucura!!! 

Achei um part time para uma família de Indianos, e eles me responderam!!! A mãe estava a espera do segundo filho. Ela queria alguém pra dar atenção 100% pro menino mais velho (3). Logo estava eu, ele e a avoó no parquinho. Deu super certo. Muitas famílias de indianos tem a mãe/sogra morando com eles. E normalmente os avós não sabem o Inglês.

 Tem pessoas que moram aqui 10 anos e não sabem falar inglês. Vi muito isso nas aulas de ESL (English Second Language). Mas a gente fazia muitas mímicas e eu adorava estar em família. Estávamos tão confortável que estava jantando com eles uma vez na  semana. 

Aprendi um pouco da cultura deles, da comida (spicyyyyyyyy), e eles me garantiram $15/hora. Tao perfeit..., até que, o pai recebeu uma proposta pra trabalhar no Texas. Acredito que com esta família fiquei uns 6-8 meses. Ah sem contar que o segundo filho dela, nasceu um dia antes do meu aniversario!

E foi assim que fiquei desempregada novamente.

Trabalhei por mais uns meses com outra família de indianos, $11, aceitei pois não quis ficar parada. Achava pouco e não tinha jeito de pedir mais (não tenham vergonha de aumentar o preço), ou pela gasolina (já que eu pegava ele na escola e levava para atividades, com o avô junto rs). Acredito que trabalhei por uns 6 meses (sou péssima com datas e nunca anotei nada). Mas continuava com os dates nights também.

Ate que surgiu uma família de americanos com 2 meninas, uma baby e de 3 anos. Como já disse pessoas passam em nossas vidas por um motivo. Uma brasileira que na época era babá também, me mandou mensagem, pois a família com quem ela trabalhava perguntou se ela não conhecia alguém que gostaria de trabalhar full time.

E assim foi, consegui meu primeiro full time nanny.

Vou compartilhar no próximo mês, como foram os 3 anos que trabalhei para esta família.

Fico por aqui, Thanks... =)

Share:
Aline Teodoro

0 comentários:

Postar um comentário

Follow by Email