Pessoas que largaram tudo para se aventurar nesse mundão de Au Pair!

12 maio 2021

É preciso amar como se não houvesse amanhã.

Hoje eu gostaria de começar esse texto com a música do Legião Urbana: “É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã porque se você parar pra pensar na verdade, não há.”  Renato Russo deixou bem claro nessa parte que amanhã não há, hoje infelizmente eu entendo o que ele quer dizer e concordo com essa afirmação. 

O intercâmbio me permitiu viver coisas que jamais viveria em casa, aprendi a me reconhecer, eu literalmente conheci uma nova Beatriz. Sem sombra de dúvidas foi uma experiência incrível que me fez crescer, mas em contra partida, ele tirou uma das coisas mais preciosas da minha vida: passar tempo do lado das pessoas que amo. 


Infelizmente, há um mês atrás eu disse tchau para minha mãe, do formato mais doloroso que poderia ser: um caixão fechado, uma morte solitária e sonhos deixados para trás. Sim, a minha mãe não venceu a luta contra o covid-19. Lembro como se fosse hoje, sábado de manhã, uma ligação do meu pai, “Bia, fala com a mamãe, ela vai ser entubada”, imediatamente minha mãe pegou o telefone e me disse “Bia eu te amo, ora por mim”, essas foram as últimas palavras dela e a última vez que a vi, sim, através de uma tela de celular. 


Eu não tenho palavras que possam mensurar a minha dor, ao comprar um ticket para vir ao Brasil o mais rápido possível, muitas coisas se passavam pela minha cabeça e uma delas era o fato de saber que eu deixei de viver momentos perto dela, eu não a abracei no último natal, não estive perto nos dias da mãe ou muito menos estive de manhã ao lado dela no aniversário dela. 


Infelizmente, o preço que a gente paga por uma residência/intercâmbio é mais alto do que se imagina, infelizmente os valores não ficam somente na taxa da agência, no preço do passaporte ou da cnh, o valor na verdade não tem um preço em moeda, ele tem um preço em momentos, afeto, cuidados e sorrisos, te garanto, isso dolar, euro ou real nenhum no mundo paga. 


A minha mensagem hoje para você, futuro intercâmbista é clara: AME! Como disse Renato Russo, o amanhã não há. Deixe bem claro seu amor, se esforçe, antes de viajar aproveite cada segundo ao lado das pessoas que você ama, abraçe, beije, sorria e o mais importante viva! 


Esse luto vai passar, no meu intercâmbio eu perdi minha avó paterna e meu tio paterno, eu não tive chance de me despedir deles também, mas eu guardei dentro de mim memórias e momentos. Não deixe que as pessoas que você ama morra dentro de você. Onde você for as carregue com você e nunca se esqueça de onde você veio, quem te apoio, quem estava lá quando você começou a sua vida. 


Eu sei que a minha mãe está aqui, ela está comigo aonde quer que eu vá, ela deixou o exemplo e amor dela cravado no meu coração. Se eu fui uma boa au pair, ela teve 90% de participação no meu sucesso, ela me criou, me amou e me mostrou o quanto o mundo precisa de bondade e da nossa força de vontade de voar. Afinal, ela sabia e me amava o suficiente para me ver livre no mundo, pois ela sabia que a gaiola nunca foi e nunca seria o meu lugar. Obrigada mãe, eu te amo muito. 


Share:
Beatriz W.
Ex Au Pair nos Estados Unidos

4 comentários:

  1. Bia, o seu texto mexeu muito comigo! Eu sinto muito por todas as suas perdas. Seja firme e continue lutando pelos seus sonhos como tem feito até aqui. Onde quer que sua mãe esteja, tenho certeza que ela está muito orgulhosa das suas conquistas e principalmente pela tua coragem de viver e se permitir. (:

    ResponderExcluir
  2. Bia, o seu texto mexeu muito comigo! Eu sinto muito por todas as suas perdas. Seja firme e continue lutando pelos seus sonhos como tem feito até aqui. Onde quer que sua mãe esteja, tenho certeza que ela está muito orgulhosa das suas conquistas e principalmente pela tua coragem de viver e se permitir. (:

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Bia, sinto muito pela suas perdas. Tudo vai dar certo, não deixe seus sonhos para trás, há um mundo lá fora esperando por você, com sua mãe te olhando lá de cima. Forças.

    ResponderExcluir

Follow by Email